Acontecimentos históricos do dia 27 de Janeiro

2017 - Acontece a inauguração do novo prédio do Fórum da Comarca de Marechal Cândido Rondon (...)

Solenidade de descerramento da placa de inauguração do novo fórum da comarca de Marechal Cândido Rondon. 
Da esquerda a direita:  1º - advogado Antonio França - OAB-Marechal Cândido Rondon, 2º - Paulo Werner - oficial de Justiça da Comarca; 3º - vereador Pedro Rauber, presidente da Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon, 4ª - não identificada; 5º - deputado estadual Elio Rusch. 6º - juíz de direito Clairton Spinassi; 7º - desembargador Paulo Roberto Vasconcellos - presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, 8ª - juíza de direito Berenice Nassar - diretora do fórum de Marechal Cândido Rondon; 9º - Márcio Andrei Rauber, prefeito municipal de Marechal Cândido Rondon; e demais não identificados. 
Imagem: Acervo O Presente - FOTO 1 -
Solenidade de descerramento da placa de inauguração do novo fórum da comarca de Marechal Cândido Rondon. Da esquerda a direita: 1º - advogado Antonio França - OAB-Marechal Cândido Rondon, 2º - Paulo Werner - oficial de Justiça da Comarca; 3º - vereador Pedro Rauber, presidente da Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon, 4ª - não identificada; 5º - deputado estadual Elio Rusch. 6º - juíz de direito Clairton Spinassi; 7º - desembargador Paulo Roberto Vasconcellos - presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, 8ª - juíza de direito Berenice Nassar - diretora do fórum de Marechal Cândido Rondon; 9º - Márcio Andrei Rauber, prefeito municipal de Marechal Cândido Rondon; e demais não identificados. Imagem: Acervo O Presente - FOTO 1 -
Perspectiva da nova sede do fórum da comarca de Marechal Cândido Rondon, inaugurado em 27 de janeiro de 2017. 
Imagem: Acervo Memória Rondonense - FOTO 2 -
Perspectiva da nova sede do fórum da comarca de Marechal Cândido Rondon, inaugurado em 27 de janeiro de 2017. Imagem: Acervo Memória Rondonense - FOTO 2 -
Cantor Sérgio Reis na capa de seu disco João de Barro, da década de 1970.
Imagem: Sintonia Musikal - FOTO 3 -
Cantor Sérgio Reis na capa de seu disco João de Barro, da década de 1970. Imagem: Sintonia Musikal - FOTO 3 -
Detalhes da nomeação e posse de D. Armando Cirio como 1º arcebispo metropolitano de Cascavel. 
Imagem: Acervo Xivo Tebaldi - FOTO 4 -
Detalhes da nomeação e posse de D. Armando Cirio como 1º arcebispo metropolitano de Cascavel. Imagem: Acervo Xivo Tebaldi - FOTO 4 -
Hamilton Mocelin que foi diretor do Detran PR, de Marehal Cândido Rondon, falecido em final de janeiro de 2007.
Imagem: Acervo Fernando Mocelin - FOTO 5 -
Hamilton Mocelin que foi diretor do Detran PR, de Marehal Cândido Rondon, falecido em final de janeiro de 2007. Imagem: Acervo Fernando Mocelin - FOTO 5 -
Hamilton Mocelin, em destaque, participando de desfile de Sete de Setembro, em Marechal Cândido Rondon, num ano da segunda década de 1960.
Imagem: Acervo Fernando Mocelin  - FOTO 6 -
Hamilton Mocelin, em destaque, participando de desfile de Sete de Setembro, em Marechal Cândido Rondon, num ano da segunda década de 1960. Imagem: Acervo Fernando Mocelin - FOTO 6 -
Novos gerentes de unidades rondonenses da Sicredi Aliança PR/SP e das unidades de Pato Bragado e da unidade de Mercedes.  
Imagem: Acervo Imprensa Sicredi Aliança PR/SP, 
Montagem: Tioni de Oliveira/Memória Rondonense - FOTO 7 -
Novos gerentes de unidades rondonenses da Sicredi Aliança PR/SP e das unidades de Pato Bragado e da unidade de Mercedes. Imagem: Acervo Imprensa Sicredi Aliança PR/SP, Montagem: Tioni de Oliveira/Memória Rondonense - FOTO 7 -
Comunicador Fernando Négre Nascimento entrevistando o prefeito municipal rondonense Marcio Andrei Rauber (e), na estreia do espaço #CaféEPolítica.
Imagem: Acervo AquiAgora.net - FOTO 8 --
Comunicador Fernando Négre Nascimento entrevistando o prefeito municipal rondonense Marcio Andrei Rauber (e), na estreia do espaço #CaféEPolítica. Imagem: Acervo AquiAgora.net - FOTO 8 --

======================================================================================================

1944 - O presidente Higínio Maríngio, do Paraguai, oferece um banquete ao seu colega brasileiro Getúlio Dorneles Vargas, em Guaira, que se encontrava em visita a cidade paranaense (a confirmar).

________________________________________

1944 - Em visita a cidade de Foz do Iguaçu, o presidente da República, Getúlio Vargas, particiapa de evento comemorativo no 1º Batalhão de Fronteira¹ de Foz do Iguaçu (COSTA, Luiz Alberto Martins da. Calendário Histórico de Toledo – Cronologia de Fatos, Registros e Curiosidades da História do Município de Toledo. Toledo: Gráfica e Editora GFM, 2009, p. 24). 
 

¹ Agora denominado de 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado (16.10.2020). Muitos jovens rondonenses, principalmente nas décadas de 1970, 1980 e 1990, prestaram serviço militar nessa unidade do Exército Brasileiro (nota do pesquisador. 

________________________________________

 

1977 – Apresenta-se até o dia 28, no Clube Aliança, o Grupo Folclórico da Sociedade Beneficente Rio Branco, de Curitiba, sob a coordenação de Helmuth Abbeg. O grupo apresentou-se com grande coral de 4 vozes, dança folclórica tirolesa, hamburguesa e bávara.

Depois da apresentação em Marechal Cândido Rondon, o grupo seguiu para Misiones, Argentina (nota do pesquisador).

______________________________

1978 - Apresenta-se no mini-ginásio do atual Colégio Estadual Eron Domigues, em Marechal Cândido Rondon, o cantor Sérgio Reis junto com a sua banda e a dupla sertaneja Campanha e Cuiabano. -- FOTO 3 --

O comparecimento do público ao show foi fraco. Sérgio Reis culpou a Rádio Difusora AM pelo insucesso do evento. Em resposta ao aludido pelo cantor, a emissora divulgou a seguinte nota:

"Apesar de intensa campanha publicitária realizada através da Rádio Difusora, da Televisão Cultura de Maringá e de serviço de alto-falantes, quase ninguém foi ver o show de Sérgio Reis no mini-ginásio de esportes, do Ginásio Estadual.

Aliás, Sérgio Reis demonstrou que não tem condições de cativar o público e transmitir simpatia.

Sérgio Reis que já é um velho fracassado na música popular, estilo jovem, onde ficou remando muitos anos sem sair do lugar, pensou que o público sertanejo seria mais tolerante e que nesta faxia ele poderia encontrar o sucesso que há tanto tempo procura e que parece nunca vai encontrar.

Enquanto Teixeirinha e Mary Terezinha conseguem cativar o público facilmente, inclusive vieram a Rádio Difusora conceder entrevista;

Enquanto Moacir Franco vem a Rondon e fica aqui com o nosso povo, três ou quatro dias, simplesmente para conviver com a nossa gente e sentir o calor de nossa amizade;

Enquanto Carlos Eduardo Dollabela vem a Rondon e faz questão de beijar desde a mais tenra criança até a vovó mais idosa, e com todos faz questão de posar para fotografias;

Enquanto tantos outros artistas de fama internacional se sentem bem em nosso meio, Sérgio Reis deu a entender a nossa emissora de que Rondon seria um povo sem cultura, simplesmente porque não foi assistir ao seu show.

A Rádio Difusora convidou Sérgio Reis para uma entrevista no programa Lenço Colorado, cujo compromisso ele assumiu, mas não cumpriu. Enviou representante solicitando que a entrevista fosse transferida para às 18,30 horas, mas também deixou de comparecer.

Após a realização do show, não querendo admitir que foi um verdadeiro fracasso em matéria de público, procurou encontrar quem ou alguém para servir de bode expiatório.

Por tudo isso, Marechal Rondon prefere ainda, as pessoas humildes, artistas ou não, pessoas que sabem conversar e argumentar. Pessoas que sabem encarar a derrota, procuram saber quais são os seus defeitos.

Todo o artista necessita de promoção, mas aqui, pensou que poderia passar por sobre tudo e todos, impondo-se, como se conceder uma entrevista estaria fazendo um favor a emissora. Ao contrário ... a emissora é que estaria promovendo o artista. Seria sua oportunidade de transmitir simpatia, calor humano, convidando o público para o seu show. Prevaleceu a arrogância, e o preço que o Sergio Reis pagou foi o fracasso de público. Quando aqui esteve, Teixeirinha, enfrentou uma multidão que se aglomerou nos corredores desta emissora. Abraçou a todos, deu autógrafos, falou para 500 mil ouvintes, transmitiu simpatia ... e o resultado. ???? Super lotação no mini ginásio de esportes. 

Uma vez, em seu programa de televisão. Silvio Santos falou " que o maior reconhecimento para o artista é ser aplaudido, ser reconhecido nas ruas". Mas como ser reconhecido se ele se esconde num quarto de hotel... Por tudo isso Sérgio Reis decepcionou ... (Na transcrição, foram corrigidos alguns erros de redação).


Fonte: Rádio Difusora Rondon, Frente Ampla de Notícias, vol. 41, de 16.01.1978 a 23.02.1978. 

_______________________________

1978 - Participa da reunião da Associação dos Municípios do Oeste Catarinense (AMOESC), na cidade de Itapiranga, o prefeito de Marechal Cândido Rondon, senhor Almiro Bauermann,  como convidado  junto com os prefeitos municipais de Matelância e São Miguel do Iguaçu, para tratarem sobre questões que envolvem a rodovia federal BR 163 (Rádio Difusora Rondon. Frente Ampla de Notícias. Marechal Cândido Rondon: vol. 41, de 16.01.1978 a 23.02.1978). 

_______________________________

1980 - É instalado solenemente na Catedral Nossa Senhora Aparecida, da cidade Cascavel (PR, o bispo D. Armando Cirio como primeiro arcebispo da recém criada província eclesiástica. O religioso foi nomeado como arcebispo metropolitano em em 16 de outubro de 1979, pela bula papal Maiori Christfidelum. -- FOTO 4 --

Ver mais, clique aqui.

______________________________________

1987 - Em matéria da data, com o título "Avenida Irio Welp será asfaltada por conta do Estado", a Rádio Difusora do Paraná AM, de Marechal Cândido Rondon, informa o seguinte:
 

Faz parte do convênio firmado entre a municipalidade e o Estado, o asfaltamento de toda a Avenida Irio Welp, de Mal. Rondon.

A Carpiza, mesma construtora que está concluindo (sic) o asfaltamento da rodovia interligando a São Clemente (município de Santa Helena, grifo nosso), já deu início à terraplanagem do contorno da cidade, cuja extensão será de vários quil|ômetros.

Estima-se que os trabalhos devam estar concluidos (sic) até meados de abril. A parte mais difícil desta obra, disseram os responsáveis pela empreiteira, é um corte de 13 metros que se faz necessário, em vista do acidente goegráfico na parte sul da cidade.

Simultaneamente serão já construídos os trevos na Avenida Rio Grande do Sul no início da antiga estrada para Margarida (sede distrital rondonense, grifo nosso), um trevo próximo ao Jardim Ana Paula (bairro na sede municipal , grifo nosso) para ligar à futura rodovia a Margarida, um trevo na concluência das Avenidas Irio Welp com Rio Grande do Sul e mais um trevo no entroncamento com a rodovia que demanda para Guaira, dando acesso à cooperativa (Cooperativa Agroindustrial Copagril, grifo nosso).

A propósito, a rodovia que demanda de Mal. Rondon para Guaira passará a contar com 3 trevos em menos de 5 quilômetros, ou seja, o trevo da Soceppar (hoje trevo do Portal, grifo nosso), o trevo da Copagril e o trevo do Aeroporto (rodovia que dá acesso a Nova Santa Rosa, grifo nosso). 

Os custos para a construção de mais este asfalto será por conta do Governo Estadual, assim como também será por conta do Estado a construção do asfalto na segunda pista da Avenida Maripá desde trevo( do Aeroporto, grifo nosso) até o BNH e ainda o asfaltamento da Avenida da Iguiporã (sede distrital rondonense, grifo nosso) e da Avenida de Novo Três Passos (sede distrital rondonense, grifo nosso). (LEDUC, Lincoln. Avenida Irio Welp será asfaltada por conta do Estado. Marechal Cândido Rondon: Rádio Difusora do Paraná AM, Panorama, vol. 8, cad. janeiro a fevereiro de 1987, fls. 109).


____________________________________

 1997 - Falece a pioneira Maria Valéria (nascida Henz) Rempel, vítima de intoxicação com maionese contanimada num almoço de um clube de isodos. 

Seu corpo foi sepultado no cemitério público da cidade de Marechal Cândido Rondon.

A pioneira que chegou de mudança no então distrito rondonense de Quatro Pontes, em 1959, acompanhando o esposo Oscar Rempel e filhos, procedente de Santo Cristo (RS).


Ver mais, clique aqui (item 2003).

_______________________________________

2007 - Falece na cidade de Guaíra (PR), o senhor Hamilton Mocelin (aos 78 anos) que por vários anos foi diretor do DetranPR, unidade de Marechal Cândido Rondon, a partir de 1965. Depois é transferido para a unidade da citada inicialmente citada e permanece no cargo até aposentar-se.

Seu corpo foi sepultado no cemitério público da sede municipal guairense. 

Hamilton é natural de Curitiba, onde nasceu em 31 de março de 1929, filho do casal Frida (nascida Brant) e Vicente Mocelin. Casou-se em Marechal Cândido Rondon com Edi Heep e com ela formou família com o nascimento do filho Fernando.  Edi é filha de Olga (nascida Volbrech) e Kunibert Heep, casal rondonense originário de Sobradinho (RS). -- FOTOS 5 e 6 --

_______________________________________

2017 - O jornal O Presente apresenta matéria especial sobre a venda de sorvetes na cidade de Marechal Cândido Rondon, com o título "A Capital do Sorvete" (O Presente. Marechal Cândido Rondon: ed. 27.01.2017, p. 24 e 25).

_______________________________

2017 - Acontece a inauguração do novo prédio do Fórum da Comarca de Marechal Cândido Rondon, com a presença do desembargador Paulo Roberto Vasconcellos, presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (O Presente, ed. 31.01.2017, p. 11,12,13, 14 e 15). -- FOTOS 1 e 2 -- 

_______________________________

2017 - Em nota a imprensa, a Sicredi Aliança PR/SP informa o reposiciamento de gerências em unidades na cidade de Marechal Cândido Rondon, na unidade da sede municipal de Pato Bragado e na unidade da sede municipal de Mercedes:  

- Airton de Souza para a agência Copagril; - Sandra Wagner Serra para agência Dom João VI; Ronaldo Sidnei Schneider para a agência Pato Bragado e Dilvani de Moura para a agência de Mercedes (nota recebida via e-mail: pesquisa@memoriarondonense.com.br, em 27.02.2017).  -- FOTO 7 -- 

______________________________

2020 - Estreia no site rondonense AquiAgora.net o espaço Café & Política, um programa de entrevistas conduzido pelo comunicador Fernando Négre¹ Nascimento.

A entrevista de estreia foi com o prefeito municipal Marcio Andrei Rauber, de Marechal Cândido Rondon (assistir vídeo, clique aqui). -- FOTO 8 --
 

¹ É uma adoção nominativa de livre opção do comunicador, não fazendo parte de seu registro civil, como explica ao Projeto Memória Rondonense: 
 

" A história do Nègre é o seguinte: nos final dos anos 2000 eu militava no Cartel do Rap que era um coletivo de artistas de hip-hop, em Foz do Iguaçu, e nós resolvemos lançar uma marca, chamava Nègre. Fui eu que dei o nome e Nègre é nada mais que negro em francês. Ai a gente deu essa porque a gente tinha essão questão racial muito forte dentro do movimento hip-hop; e a gente achou que a marca ideal era isso. E eu por acaso coloque nas minhas redes sociais o nome Nègre para divulgar a marca por que isso financiaria, a marca financiaria o coletivo. E dai como o nome ficaca ao lado do meu nome naquelas primeiras redes sociais que tinha na época, era o orkut, ai ficou Fernando - ai eu colocava Nègre -, e aí as pessas começaram a me chamar Négre, Nègre, Nègre, ...ai  ficou Fermando Nègre. Um negócio que em 2010 fixou porque lancei uma música com o nome Fernando Nègre. 
Essa questão do Nègre ficou tão forte pra mim que meus filhos tem o segundo nome Nègre, os dois: Raul Nègre e Hugo Nègre. Porque essa questão racial pra mim é importante. Sabe porque nós vivemos e temos um racismo estrutural, que é preciso combater no dia-a-dia, para que a gente viva num país fraterno, igual, enfim, que a gente elemine estes preconceitos. É óbvio que sei os limites disso, mas tem nisso um peso político de minha idelogia, daquilo que eu acredito como uma pessas que atua dentro da sociedade (mensagem enviada via Facebook em 29.01.2020). 

______________________________________

 

 

 

 

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS

Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados