Acontecimentos históricos do dia 6 de Fevereiro

1953 - Chega de mudança  na então vila de General Rondon, o casal Johanna e Adolf Scheguchevski (...)

 Johanna e Adolf Scheguchevsk com seus filhos.
Da esquerda à direita, ao fundo:  Ervino, Arthur, Albino, Adelina , Walli, Elli  e Alfredo.
Na frente: Ilone, mãe Johanna, Fredolino (no colo), Waldi e pai Adolph.
Imagem: Acervo de Araci Schegucheveski - FOTO 1 --
Johanna e Adolf Scheguchevsk com seus filhos. Da esquerda à direita, ao fundo: Ervino, Arthur, Albino, Adelina , Walli, Elli e Alfredo. Na frente: Ilone, mãe Johanna, Fredolino (no colo), Waldi e pai Adolph. Imagem: Acervo de Araci Schegucheveski - FOTO 1 --
Henrique Sturm primeiro subprefeito oficialmente nomeado para o então distrito de General Rondon, em foto de 1958. 
Imagem: Acervo Rafael Sturm - FOTO 2 -
Henrique Sturm primeiro subprefeito oficialmente nomeado para o então distrito de General Rondon, em foto de 1958. Imagem: Acervo Rafael Sturm - FOTO 2 -
Pioneira Rene Assela Schacht com o esposo Seni Edemar Sacht, ela falecida em 06 de fevereiro de 1997, e ele, em 27 de fevereiro de 1992.
Imagem: Acervo Clarice Beatriz Schacht Fietz - FOTO 3 -
Pioneira Rene Assela Schacht com o esposo Seni Edemar Sacht, ela falecida em 06 de fevereiro de 1997, e ele, em 27 de fevereiro de 1992. Imagem: Acervo Clarice Beatriz Schacht Fietz - FOTO 3 -
Paulo Darcy Aquino, ex-morador rondonense, falecido em fevereiro de 2004. 
Imagem: Acervo Marcelo Aquino - São Paulo Capital - FOTO 4 -
Paulo Darcy Aquino, ex-morador rondonense, falecido em fevereiro de 2004. Imagem: Acervo Marcelo Aquino - São Paulo Capital - FOTO 4 -
Quadro comparativo de geração de  empregos entre Marechal Cândido Rondon e outros municípios do Oeste do Paraná, entre 2013 e 2017.
Imagem: Acervo o Presente (recorte de edição) - FOTO 5 -
Quadro comparativo de geração de empregos entre Marechal Cândido Rondon e outros municípios do Oeste do Paraná, entre 2013 e 2017. Imagem: Acervo o Presente (recorte de edição) - FOTO 5 -
Quadro demonstrativo de geração de empregos, de 2013 a 2017, nos municípios da microrregião de Marechal Cândido Rondon.
Imagem: Acervo O Presente (recorte de edição) - FOTO 6 -
Quadro demonstrativo de geração de empregos, de 2013 a 2017, nos municípios da microrregião de Marechal Cândido Rondon. Imagem: Acervo O Presente (recorte de edição) - FOTO 6 -

======================================================================================================

1953 - Chega de mudança  na então vila de General Rondon, o casal Johanna (nascida Jeske) e Adolf Scheguchevski (ambos imigrantes russos), na companhia dos filhos e amigos, procedente da Linha 28, município de Ajuricaba (RS). -- FOTO 1 --

O filho Ervino em texto redigido em 2017, relata sobre a viagem da mudança, a presença da família na atual Marechal Cândido Rondon e de alguns aspectos históricos da cidade:

"A família Scheguschevski, que residia em Linha 28, no interior de Ajuricaba (RS) resolveu transferir residência para a vila de General Rondon, no Paraná. No dia 26 de Janeiro de 1953 foi a despedida na Igreja Batista de Linha 28, na qual a família congregava. No dia 27 foi carregada a mudança e começou a viagem rumo ao Paraná.

Depois de 11 dias em cima de um caminhão, chegamos no dia 06 de fevereiro, ao anoitecer, ao destino desejado: vila de General Rondon, no Paraná, hoje município de Marechal Cândido Rondon. Roteiro da viagem: Saindo de Linha 28, passando por Sarandi, Ronda Alta, Nonoai, Chapecó, Xaxim, Xanxerê, Clevelândia, Pato Branco, Laranjeiras do Sul, Cascavel, Toledo, Marechal Cândido Rondon. A demora da viagem foi por causa da muita chuva que caía e havia naquele tempo algo chamado "pau do governo", fiscal de estradas, que simplesmente trancava a estrada e nenhum caminhão passava até que a estrada estivesse enxuta e assim não era estragada pelo trafego de caminhões em dias de lama. Além disso, havia muitos morros que o caminhão não subia com toda a carga e as pessoas desciam para aliviar a carga e subiam a pé. O caminhão em que viemos era um Dodge de propriedade de Alberto Pydd. O motorista foi Adolf Albrecht. Em cima do caminhão veio a mudança, quatro vacas, algumas galinhas e 16 pessoas. Isso em um caminhão aberto! Seria possível hoje, tal aventura?

As pessoas que se encontravam no caminhão nessa viagem eram o pai, Adolf Scheguschevski, a mãe, Johanna, a filha Elli, recém casada e seu esposo Valdemar Bubans; os filhos Ervino, 14 anos, Valdi, 11 anos, Loni, 8 anos e Fredolino, 4 anos. Além da família, estavam também Julio Vengrat e seu filho Alfredo, mais três empregados; Emilio Kublik, uma pessoa chamada Lindolf, o dono do caminhão, Alberto Pydd, e Adolf Albrecht, o motorista. Em Marechal Rondon havia na época um pouco mais de 50 casas. Não havia hospital nem médico. Tinha somente uma farmácia e uma farmacêutica, porém havia muitas cobras nesse sertão.

A avenida Maripá estava aberta apenas até a altura do mercado Ruzza (Avenida Maripá esquina com a Rua São Paulo).  Daí em diante tinha só um carreador no meio da floresta. No local onde hoje está a Primeira Igreja Batista, o mato foi derrubado por meu irmão Arthur, Kurt Henke e o primeiro padeiro (não lembro o nome¹), para ali se construir o primeiro templo da Primeira Igreja Batista.

Curiosidade hoje pouco conhecida: No ano de 1953, meu irmão Arthur e Kurt Henke foram fazer alistamento militar em Guaíra. Para isso foram de bicicleta até Porto Mendes. Dali em diante existia uma linha de trem para se chegar até Guaíra. Essa linha de trem só funcionava entre Guaíra e Porto Mendes. Não havia estrada por terra até Guaíra nessa época. As embarcações es traziam mercadoria de São Paulo para Guaíra e lá essas mercadorias eram carregadas no trem até Porto Mendes onde foram novamente carregadas em navios e iam rio abaixo. Não sei o destino nem sei quem eram os transportadores e nem o que era transportado, mas existia um grande investimento nesse transporte em razão das Sete Quedas que impediam as embarcações de continuarem a sua viagem. Nos anos 60 esse trem parou de funcionar e com isso tambem desapareceu tudo o que fazia parte dele. Desde lá, muitos anos se passaram, muita coisa mudou e há muitas histórias para contar!"(S. Araci. [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por pesquisa@memoiriarondonense.com.br, em 26.01.2020).

________________________________________ 

1957 – É nomeado pelo Decreto Municipal nº 12/1957, da Prefeitura Municipal de Toledo, o sr. Henrique Afonso Sturm¹ como  primeiro subprefeito do então distrito de General Rondon (Revista Região. Empreendedores Pioneiros de General Rondon.  Marechal Cândido Rondon: ano XII, nº  101, julho de 2011).  

¹Antes da nomeação de Henrique Sturm,  exerceu gratuitamente a função de subprefeito o senhor José Feiden. Assumiu o cargo em 1953 (nota do pesquisador)-- FOTO 1 --

________________________________

1967 - É nomeado o professor Odilo Rex como subprefeito do distrito de Margarida.

_______________________________

1977 – As equipes de futebol de salão e de vôlei feminino da AACC viajam a cidade de Maringá para um intercâmbio esportivo de dois dias, com a associação dos funcionários da Cooperativa de Cafeicultores de Maringá (COCAMAR).

_______________________________

1978 - É liberada ao trânsito a primeira via pavimentada - a Travessa Gaúcha - no Núcleo Habitacional Itamaraty - BNH 1 (Rádio Difusora Rondon. Frente Ampla de Notícias. Marechal Cândido Rondon: vol. 41, de 16.01.1978 a 23.02.1978). 

_______________________________

1997 - Falece a senhora Rene Assela (nascida Martens) Schacht, pioneira do distrito de São Roque, município de Marechal Cândido Rondon, onde chegou de mudança em 17 de março de 1960, na companhia do esposo Seni Edemar Sacht (falecido em 27 de fevereiro de 1992) e dos filhos Lauri Acadio, Dario¹ e Clarice Beatriz, procedente de Horizontina (RS). 

¹ Faleceu em 06 de janeiro de 1962 e foi a primeira pessoa a ser sepultada no cemitério da sede distrital de São Roque. 

O casal Schacht, respectivamente, em suas datas de falecimento, foram sepultados no cemitério público da sede distrital de São Roque. -- FOTO 2 --

_____________________________________

2004 - Falece na cidade de Pelotas (RS), o ex-morador rondonense Paulo Darcy Aquino. Veio de mudança para Marechal Cândido Rondon em fevereiro de 1978 e retornou ao Rio Grande do Sul, em agosto de 1992.

Na cidade de Marechal Cândido Rondon instalou a primeira clínica de fisioterapia, localizada a Rua Sete de Setembro, entre as Ruas São Paulo e Paraná, onde hoje (12.08.2019), em espaço novo construído, está a administração local da Unimed. Paralalelamente a atividade de fisioterapeuta, o ex-morador foi uma pessoa muito envolvida com o esporte local. Em várias temporadas foi o técnico da seleção municipal de futebol de campo. 

Paulo Darcy Aquino era natural de Jaguarão (RS), onde nasceu em 11 de novembro de 1927, filho de Maria Otília (nascida Soares) e Benjamin Constant Aquino. Era casado com Cenira Piraine San Martin (colaborou Marcelo Aquino - São Paulo capital). -- FOTO 3 --

______________________________________

2015 -  O Presidente da Federação do Comércio do Paraná, sr. Darci Piana, visita a unidade do Sistema de Marechal Cândido Rondon (O Presente).

_______________________________

2015 – São inauguradas as academias ao ar livre no Bairro Ana Paula, Bairro Alvorada e Bairro Itamaraty (O Presente). 

_______________________________

2018 - Matéria publicada pelo jornal O Presente revela que a geração de empregos em Marechal Cândido Rondon ficou negativa em relação ao ano de 2017, com abertura apenas de 268 novos postos de trabalho (O Presente, ed. 06.02.2018, p. 14 e ed. 09.02.2018, p. 18 e 19). -- FOTOS  4 e 5 --

_______________________________ 

2018 - Durante evento realizado em ambiente do Show Rural Coopavel, na cidade de Cascavel, a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP) concede ao governador Beto Richa o título de "Amigo do nosso Povo", justificando a homenagem como forma de agradecimento pela sua ação em favor do povo oestino (O Presente. Marechal Cândido Rondon:, ed. 09.02.2018, p.12).

____________________________________

2018 - Reassume o governo municipal de Pato Bragado, o prefeito municipal Leomar (Mano) Rohden, após período de férias, em que foi substituido pelo vice-prefeito Dirceu Anderle (O Presente, ed. 09.02.2018, p. 13).

___________________________________

2018 - A Adetur - Cataratas e Caminhos lança a campanha institucional e publicitária do 6º Circuito Regional de Ciclismo, temporada 2018 (nota do pesquisador).

___________________________________

Compartilhe

COMENTÁRIOS

Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados