Acontecimentos históricos do dia 8 de Maio

1943 – Acontece na cidade de Três Passos (RS) o casamento dos jovens Arlindo Alberto Lamb e Norma Poetcke (...)

Os noivos Norma Poetcker e  Arlindo Alberto Lamb. 
Imagem: Acervo da família
Os noivos Norma Poetcker e Arlindo Alberto Lamb. Imagem: Acervo da família
John Prembeton e a bula da coca-cola que continha as seguintes destaques:
John Prembeton e a bula da coca-cola que continha as seguintes destaques: "Esta "bebida inteligente e drinque de temperança contém o tônico valioso e as propriedades estimulantes dos nervos da planta da Coca e cola (kola) de amêndos; e não somente uma bebiba deliciosa, estimulantes, resfrescante e revigorante , livre de água gaseificada ou outras bebidas carbonadas, um valioso tônico para o cérebro e curas para afecções nervosas - enjôo, dor de cabeça, nevralgia, histeria, melancolia, etc. O sabor pecular da Coca-Cola encanta paladares; livre de gaseificação é tal qual os xaropes de frutas". Imagem: Acervo Wikipédia - FOTO 2 -
Celebração do primeiro Dia das Mães na cidade de Porto Alegre, em 12 de maio de 1918. 
Imagem: Acervo G1 -- FOTO 3 --
Celebração do primeiro Dia das Mães na cidade de Porto Alegre, em 12 de maio de 1918. Imagem: Acervo G1 -- FOTO 3 --
Os noivos Beatriz Neufeldt e Jadir Zimmermann fotografados no dia do casamento. 
Imagem: Acervo pessoal - FOTO 4 -
Os noivos Beatriz Neufeldt e Jadir Zimmermann fotografados no dia do casamento. Imagem: Acervo pessoal - FOTO 4 -
Ruralista goiano Bartolomeu Braz Pereira que assumiu a presidência da Aprosoja Brasil, em maio de 2018.
Imagem: Acervo Aprosoja Brasil - FOTO 5-
Ruralista goiano Bartolomeu Braz Pereira que assumiu a presidência da Aprosoja Brasil, em maio de 2018. Imagem: Acervo Aprosoja Brasil - FOTO 5-
Karateca Arthur Haupt Pacheco com as medalhas conquistadas em Itapecirica da Serra. 
Imagem: Acervo O Presente - FOTO 6 --
Karateca Arthur Haupt Pacheco com as medalhas conquistadas em Itapecirica da Serra. Imagem: Acervo O Presente - FOTO 6 --
Técnico Paulinho Cardoso que deixou a Copagril Futsal em maio de 2019. 
Imagem: Acervo O Presente - Crédito: Joni Lang - FOTO 7 -
Técnico Paulinho Cardoso que deixou a Copagril Futsal em maio de 2019. Imagem: Acervo O Presente - Crédito: Joni Lang - FOTO 7 -
Jogador Xande (c) desligado da equipe pela diretoria da Copagril Futsal,  em 08 de maio de 2019. 
Imagem: Acervo Copagril Futsal - FOTO 8 -
Jogador Xande (c) desligado da equipe pela diretoria da Copagril Futsal, em 08 de maio de 2019. Imagem: Acervo Copagril Futsal - FOTO 8 -
Delegação paranaense no 14º Congresso Nacional do Cooperativismo. 
Da esquerda à direita, fundo: 9º - Valter  Vanzella, diretor-presidente da Frimesa; e 14º - Ricardo Silvio Chapla, diretor-presidente da Copagril. 
À frente: 7º - Jaime Basso, diretor-presidente da Sicredi Vale do Piquiri (Palotina), e 8º - José Roberto Ricken - Presidente da Ocepar. 
Imagem: Acervo OCB - FOTO 9 -
Delegação paranaense no 14º Congresso Nacional do Cooperativismo. Da esquerda à direita, fundo: 9º - Valter Vanzella, diretor-presidente da Frimesa; e 14º - Ricardo Silvio Chapla, diretor-presidente da Copagril. À frente: 7º - Jaime Basso, diretor-presidente da Sicredi Vale do Piquiri (Palotina), e 8º - José Roberto Ricken - Presidente da Ocepar. Imagem: Acervo OCB - FOTO 9 -
Propostas das cooperativas paranaenses que ganharam destaque no 14º Congresso Nacional de Cooperativismo, em maio de 2019. 
Imagem: Acervo Revista Ocepar - FOTO 10 --
Propostas das cooperativas paranaenses que ganharam destaque no 14º Congresso Nacional de Cooperativismo, em maio de 2019. Imagem: Acervo Revista Ocepar - FOTO 10 --
Print da página da empresa Climatempo com a indicação da temperatura mínima média para o dia 08 de maio de 2020.
Imagem: Acervo Projeto Memória Rondonense - FOTO 11 -
Print da página da empresa Climatempo com a indicação da temperatura mínima média para o dia 08 de maio de 2020. Imagem: Acervo Projeto Memória Rondonense - FOTO 11 -
Pioneiro Lino  Schuck (ele falecido em maio de 2019) na companhia da esposa e Lúcia.
Da esquerda à direita: Nadir Inge, Eurides, Nilce, Renato e Lucivania. 
Imagem: Acervo Renato Schuck - FOTO 12 -
Pioneiro Lino Schuck (ele falecido em maio de 2019) na companhia da esposa e Lúcia. Da esquerda à direita: Nadir Inge, Eurides, Nilce, Renato e Lucivania. Imagem: Acervo Renato Schuck - FOTO 12 -
Karl-Heinz Wissembach com o filho Kay (e), a esposa Gabriela Brigitte, a nora Vesna e o neto Jesnesej.
Imagem: Acervo da família - FOTO 13 -
Karl-Heinz Wissembach com o filho Kay (e), a esposa Gabriela Brigitte, a nora Vesna e o neto Jesnesej. Imagem: Acervo da família - FOTO 13 -
Empresário rondonense Oladir Turmina (Barriga), falecido em maio de 2022.
Imagem: Acervo Portal Rondon - FOTO 14 -
Empresário rondonense Oladir Turmina (Barriga), falecido em maio de 2022. Imagem: Acervo Portal Rondon - FOTO 14 -
Entardecer em Marechal Cândido Rondon (PR), junto ao Clube Náutico de Toledo, no distrito rondonense de Porto Mendes, em 08 de maio de 2022.
Imagem: Acervo e crédito da rondonense Ilda Bet - FOTO 15 -
Entardecer em Marechal Cândido Rondon (PR), junto ao Clube Náutico de Toledo, no distrito rondonense de Porto Mendes, em 08 de maio de 2022. Imagem: Acervo e crédito da rondonense Ilda Bet - FOTO 15 -

======================================================================================================

1886 - O farmacêutico estadunidense John Pemberton (1831-1888) prepara um xarope de extrato de folhas de coca, cafeína e água. O que era para ser remédio, virou a bebida mais popular do mundo: a Coca-Cola.

Antes de desenvolver a fórmula da bebida, o farmacêutico era distribuidor de diferentes produtos entre eles "French Wine Coca", uma mistura de vinho Bordeaus com extrato de coco. Em 1886, ele decidiu produzir uma bebida livre de álcool, para cobrir uma demanda existente no então puritano mercado dos Estados Unidos.

Para melhorar o sabor da mistura de folha descocainizada de coca e extrato de nozes de cola, Pemberton acrescentou óleos aromatizantes de limão, laranja, lima, noz-moscada, cássia (canela chinesa, coentro e baunilha. Além disso, adicionou ácido fosfórico à "fórmula secreta" para estabilizar quimicamente o produto. O nome e o logotipo "Coca-Cola" são atribuídos a Frank Robinson, gerente da Pemberton Company.

Inicialmente, o xarope caramelizado era vendido em farmácias, como remédio contra dor de cabeça e distúrbios do sistema nervoso. Em 1887, Pemberton vendeu a fórmula para Asa Griggs Candler (1851-1929) que, em 1882, registrou a "Coca-Cola Company" como sociedade anônima, no Estado da Geórgia. E, em 1895, a Coca-Cola já havia conquistado os Estados Unidos e, na virada do século, chegara aos seus vizinhos mais próximos: Canadá. Inglaterra, Cuba e Porto Rico.

Em 1919, começou a escalada mundial que a estabeleceu em cerca de 200 países, inclusive na ex-União Soviética e na China. A Coca-Cola sempre manteve importantes contatos externos, os mais importantes deles através dos presidentes estadunidenses. O presidente Dwight Eisenhower (acionista da empresa) costumava brandir com Coca-Cola nos banquetes oficiais.

Polêmica no Brasil – No Brasil, caminho para a entrada da Coca-Cola foi aberto no dia 31 de outubro de 1939, quando Getúlio Vargas baixou um decreto modificando o uso de aditivos químicos em refrigerantes no país. Essa polêmica mudança na legislação permitiu a utilização do ácido fosfórico que, segundo pesquisas médicas, pode se combinar com o cálcio no organismo das pessoas e, assim, provocar a "descalcificação" de ossos e dentes (VITECK, Harto. 1886 – Surge a Coca-Cola. Marechal Cândido Rondon: O Presente (gh-ao/hvop), ed. 08.05.2009, p. 4). -- FOTO 2 -- 

_______________________________________

1943 – Acontece na cidade de Três Passos (RS) o casamento dos jovens Arlindo Alberto Lamb e Norma Poettcke. Em 1960, Arlindo Alberto foi eleito como primeiro prefeito de Marechal Cândido Rondon (nota do pesquisador). -- FOTO 1 --

_______________________________________

1972 - É inaugurada a extinta Panificadora Real, de propriedade de Zeferino Batschke, à Avenida Maripá, em frente a Praça Willy Barth (Rádio Difusora Rondon AM. O Mundo em Revista. Marechal Cândido Rondon: vol. 15, de 18.02.1972 a 17.07.1972). 

_______________________________

1974 – É inaugurada a então Churrascaria Tarumã, de propriedade de Harry Cassel (Perigoso), à Avenida Rio Grande do Sul, esquina com a Rua D. Pedro, sentido bairro –centro, na cidade de Marechal Cândido Rondon (nota do pesquisador). 

_______________________________

1978 - Um incêndido destrói completamente as instalações de Bar e Salão Schemmer, na então sede distrital rondonense de Mercedes (Rádio Difusora do Paraná AM. Frente Ampla de Notícias. Marechal Cândido Rondon: vol. 43, de 05.04.1978 a 17.05,1978, p. 259). 

_______________________________

1978 - Em nota à imprensa, a Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon comunica que serão instaladas caixas coletoras dos Correios em todas as sede distritais do município (Rádio Difusora do Paraná AM. Frente Ampla de Notícias. Marechal Cândido Rondon: vol. 43, de 05.04.1978 a 17.05,1978, p. 263). 

_______________________________

1987 - Forte temporal de madrugada atinge o distrito rondonense de Iguiporã. Entre os grandes prejuízos verificados, foi a destruição completa de chiqueirão de suínos, construído em alvenaria, de propriedade de Ivo Pöettker.

 O desabamento provocou a morte de dezenas de animais que estavam ali abrigados para serem transportadores para o frigorífico Sadia, na cidade de Toledo (WIEDMERRonaldo Luiz. Panorama. Marechal Cândido Rondon: Rádio Difusora do Paraná AM, vol. 010, cad. maio e junho de 1987, p. 29).

______________________________________

2016 - É celebrado o Dia das Mães (nota do pesquisador). 
 

A primeira celebração da data no Brasil ocorreu na cidade de Porto Alegre (RS) em 12 de maio de 1918, organizada pela Associação Cristã de Moços. 

Em 1931, o Presidente Getúlio Vargas oficializou a comememoração designado o segundo domingo de maio para a sua celebração. " Quinze anos depois o dia foi incluído no calendário oficial da Igreja Católica, contribuindo para sua popularização . -- FOTO 3 -- 

_______________________________

1993 - Casam na Igreja Luterana São Paulo, no Jardim Botafogo,  Beatriz Neufeldt e o jornalista Jadir Zimmermann. Ela nascida em Marechal Cândido Rondon, filha do casal Erica (nascida Mülling) e Teobaldo Rafael Neufeld, moradores na Linha Ajuricaba, onde fixaram moradia em 14 de março de 1965, nas terras compradas ao se mudaram do interior de Roque Gonzales, hoje município, na época pertencente ao município de Cerro Largo (RS).

Os avós paternos de Beatriz são Joana (nascida Raschke) e Theodoro Neufeld;  e os maternos Elza Joana Emma (nascida Bolke) e Adolfo Carlos Roberto Mülling

Ele natural de Arabutã, na época pertencente ao município de Concórdia (SC). Filho do casal Nassi (nascida Fries) e Valdir  Zimmermann.

A família dele mudou-se para Marechal Cândido Rondon em 17 de maio de 1974, de Linha Pelotas, Arabutã, e dois dias depois chegou ao Paraná. Fixou residência na propriedade rural adquirida na Linha Concórdia.

Os avós paternos de Jadir são Hilda (nascida Schimmelpfenning) e Alsidio Zimmermann e os maternos Semilda (nascida Dressel) e  Evaldo Hugo Fries  (mensagem recebida de Jadir Zimmermann via Facebook, em 09 e 10.05.2017). -- FOTO 4 -- 

________________________________

2018 - Assume a presidëncia da  Associação Brasileira dos Produtores de Soja (APROSOJA BRASIL) para o biênio 2018/2020, o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG), Bartolomeu Braz Pereira, que substitui o produtor Marcos da Rosa, da cidade de Canarana (MT) que comandou a entidade entre 2016 e 2018. -- FOTO 5 --

______________________________________

2018 - O jornal O Presente destaca que o karateca rondonense Arthur Haupt Pacheco conquistou a 2ª colocação na categoria Kumitê revezamento e 3º lugar na categoria kata individual no 25ª Zona Sul/Sudeste Interestilos, na cidade de Itapecirica da Serra, SP, como representante paranaense (O Presente. Marechal Cândido Rondon: ed. 08.05.2018, p. 28). -- FOTO 6 --

___________________________________

2019 - A diretoria da Copagril Futsal, de Marechal Cândido Rondon, anuncia a demissão do técnico Paulinho Cardoso (Paulo César Cardoso) após uma série de quatro jogos sem vitórias na Liga Nacional e no Campeonato Paranaense Série Ouro (nota do pesquisador) -- FOTO 7 --

___________________________________

2019 - A Copagril Futsal anuncia a rescisão do contrato com o ala-esquerda Alexandre de Los Santos (XANDE) para a sequência da temporada 2019 (nota do pesquisador). -- FOTO 8 --

___________________________________

2019 - Começa em Brasília e vai até o dia 10, no Centro de Convenções Brasil 21, o 14º Congresso Brasileiro de Cooperativismo. A delegação paranaense teve 104 representantes de cooperativas de vários ramos e do Sistema Ocepar.

Pela Cooperativa Agroindustrial Copagril, participou Ricardo Silvio Chapla, diretor-presidente; e pela Cooperativa Central Frimesa participou Walter Vanzella, diretor-presidente (OCEPAR. Paraná Cooperativo. Curitiba: Ano 14, nº 170, ed. Jun/2019, p. 10, 11 e 12). -- FOTOS 9 e 10 --

___________________________________

2019 - Falece o pioneiro rondonense Lino Schuck, aos 83 anos, morador na vila Curvado, onde chegou de mudança em 1962, procedente da Aratiba (RS), sua terra natal. 

Sobre a trajetória do pioneiro, o filho Renato escreveu o seguinte:
 

"Lino Schuck nasceu 03 de setembro de 1935, em Aratiba (RS). Na época, pertencente ao município de  Erechim.

Filho de Ella Jung (04.02.1914 - 27.11.1989) e Edwino Schuck (natural de Candelária (RS), nascido em 24.01.1912 e falecido em 14.8.1990).

Lino casou-se com Lucia Bevilaqua em 10 de dezembro de 1960, em sua cidade natal. Ela filha do casal Amabile Faccio (nascida em 18.06.1960 e falecida em 02 de março de 1964) e Jacó Bevilaqua (nascido em 25.11.1906 – 28.8.1968).

No Rio Grande do Sul nasceu a primogênita, Nilse, em 1961. No ano seguinte, o casal e filha migram para o município de Marechal Cândido Rondon, fixando residência em Vila Curvado. No primeiro ano moraram junto com os pais dele. Em 1963, Lucia e Lino e mais a filha mudaram-se para uma residência na mesma vila, ao lado da antiga Igreja Missuri (em frente à atual  Escola Municipal), onde permaneceram por cerca de um ano e meio.

Em meados de 1965, “seo” Lino adquiriu uma pequena área (hoje ao lado da rodovia que interliga a sede municipal de Marechal Cândido Rondon ao distrito rondonense de Porto Mendes). Ali fixou residência definitiva e viveu até seus últimos dias, em 2019.

Nessa propriedade nasceram os quatro filhos paranaenses (todos de parteira) e cresceram: Nadir Inge, Eurides Isaías, Renato Antonio e Lucivania, formando uma família de 5 filhos. Sua vida na propriedade iniciou com o cultivo de soja, feijão, aveia e ainda com a criação de porcos. Naquele tempo o serviço era todo braçal – não havia a mecanização rural.

Sua vocação para obras e construções iniciou em meados de 1974 – após o nascimento da filha caçula. Esse trabalho começou como um desafio pessoal, afinal, Lino nunca havia trabalhado com edificações. Porém, a necessidade e a coragem para enfrentar os desafios o levaram à carpintaria.

Suas primeiras marteladas foram assessoradas pelo Sr. Etore Carletto na construção da residência do Sr. Aurélio Carletto (hoje, não mais existente), edificada na Vila Curvado, ao lado do atual posto de combustível.

Depois, teve como mestre de obra o Sr. Arno Lampert, na  construção da residência de Fernando Schuck (in memoriam). Na edificação dessa casa ocorreu também seu primeiro acidente de trabalho, quando sofreu uma queda na obra.

Outra residência edificada no início de sua carreira de construtor foi a do Sr. Ingo Knabem. Nela teve como mestre de obras o irmão Armando Schuck (in memoriam).

Passado alguns anos atuando sempre sob a direção de um mestre, veio o momento de decisão: assumir o trabalho por conta própria.

Conta a esposa, Dona Lucia (filha de Paulo Bevilaqua e Ana Faccio Bevilaqua),  que em muitas noites seu Lino rolava na cama tentando compreender de que forma realizaria a construção a seu encargo. Conta ainda que, certas noites, ele levantava e começava a desenhar aquilo que iria por em prática na obra, no dia seguinte. Apesar dos sonos perdidos e preocupações diversas, sua prática vingou, aprimorou e foi realizada em muitos e muitos lares e propriedades.

Citamos algumas obras em que seu Lino atuou na sua trajetória de pedreiro:

- Antigo pavilhão católico, de madeira;

- Piso da Igreja católica atual;

- Pintura da Igreja Evangélica de Curvado;

- Pista de dança do pavilhão católico atual;

- Construção do Centro Catequético de Curvado;

- Pintura da Escola Municipal de Curvado;

- Construção de Cancha de bocha em Curvado;

- Dezenas e dezenas de reformas e ampliações em construções em  Curvado e redondeza. Pode-se afirmar que, raramente, vai se encontrar em Curvado uma propriedade em que ele não tenha realizado alguma intervenção.

Além das realizações pertinentes à sua profissão, ele também destacava-se pelo seu comprometimento e participação na vida social da comunidade, colaborando nos eventos como um exímio assador de churrasco.

Por muitos anos, foi zelador e coveiro do cemitério da localidade.

Muitas outras pessoas o conheceram e se lembrarão dele pela sua constante presença como “porteiro” nos bailes realizados no salão Cerni (salão de danças que por muitos anos foi o ponto de diversão da comunidade na Vila de Curvado).

Em 1986, seu Lino levou consigo para o trabalho de construtor o filho Eurides. Começava aí a sucessão do seu legado profissional. O filho ficou trabalhando, tendo o pai com mestre, até 1990, ano em começou a trabalhar com outra equipe e atualmente, ainda como construtor, continua levando adiante a profissão herdada do pai.

Outra paixão do seu Lino era a pescaria. Nos idos anos de 1970/80, quando da existência do grande Rio Paraná, muitas eram as noites que ele passava à beira do rio, com seus amigos, pescando, após um longo trajeto percorrido de bicicleta entre Curvado e Porto Mendes.

Outro dom pertinente a ele era a paixão pela preservação da natureza. No entorno da residência, ainda hoje, há exuberância de majestosos ipês, angicos, louros, alguns a florir e enfeitar o ambiente, outros simplesmente se tornaram abrigo aos pássaros, que lhe eram outra paixão.

Em meados de 1992 Lino Schuck perdeu parte da visão após bater a cabeça, em acidente automobilístico. Isso implicou diretamente em sua carga de trabalho - começou a diminuir. Outro fator que lhe fez diminuir o ritmo foi  uma cirurgia de próstata.

Sua última grande empreitada foi na propriedade do Sr. Antonio Favarim (in memorian). Daí em frente, seu trabalho se concentrava em pequenos reparos e afazeres em sua própria propriedade, onde permanecia quase que recluso.

A sua deficiência visual, que aumentava ano após ano, ocasionou-lhe um acidente doméstico de conseqüências muito graves.

Era o cair da tarde de 29 de abril de 2019, estando sentado na área de sua residência, apreciando a natureza, especialmente a revoada de beija-flores, que costumavam vir até a residência beber água com açúcar, que ele colocava no bebedouro. Numa tentativa de se deslocar para outro ambiente, tropeçou na cadeira em que estava sentado e caiu sobre a mesma, provocando a fratura do fêmur.

Levado ao hospital permaneceu internado por dois dias e, depois, foi transferido de Marechal Cândido Rondon para Assis Chateaubriand, onde em 02 de maio passou por cirurgia.

No dia seguinte recebeu alta e voltou para casa. Porém, seu quadro de saúde se agravou e voltou a ser internado, agora na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Marechal Cândido Rondon. Dado à gravidade do estado de saúde foi transferido, na sequência, para o Hospital Bom Jesus, em Toledo (HOESP). Não resistiu e, às 13h de 08 de maio de 2019, Lino Schuck se despediu do plano terreno aos 83 anos. Seu corpo foi sepultado no cemitério público da Comunidade da Vila Curvado. -- FOTO 11 -- 


__________________________________

2020 - É registrada baixa temperatura na cidade de Marechal Cândido Rondon, após o prenúncio de chuva que não ocorreu. Apenas  uma rápida queda de uma chuva leve.  A empresa de meteorologia previu média mínima de 3 graus, no entanto não chegou a este ponto de escala (nota do pesquisador). -- FOTO 12 --

_________________________________________

2021 - Falece na Alemanha, na cidade de Frankfurt, Karl-Heinz Wissembach, aos 80 anos, vítima de complicações cardíacas.

Era casado com Gabriela Brigitte, nascida Scholz, e com ela formou família com o nascimento do filho Kay -- FOTO 13 --

Karl-Heiz esteve em Marechal Cândido Rondon como técnico da equipe de handebol Werheim-Oberhain, no final da década da década de 1970, para uma amistoso contra o selecionado rondonense (nota do pesquisador). -- FOTO 13 --

___________________________________________

2022 - Falece o empresário rondonense Oladir Turmina, aos 61 anos. Seu corpo foi sepultadono cemitério público da cidade de Marechal Cândido Rondon.

Também foi vereador da cidade, legislatura 2001 a 2004 e suplente no quadriênio 2004 a 2008. Exerceu também as funções de secretário de Administração. Politicamente, sempre se manteve filiado ao MDB (nota do pesquisador). -- FOTO 14 --

_________________________________________

2022 - O Domingo das Mães foi de sol pleno em Marechal Cândido Rondon até por volta das 15:00 horas, quando passou a ter nebulosidade esparsa. Nâo correu qualquer precipitação.  Temperaturas entre 17 e 25 graus. Ventos do quadrante Nordeste, fracos e um tanto frios (nota do pesquisador). -- FOTO 15 --

_________________________________________

 

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS

Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados