Acontecimentos históricos do dia 18 de Julho

1970 - Casam-se os jovens rondonenses Dulce (nascida Heidrich) e Levino Fenner, em cerimônia na Igreja Evangélica Luterana Martin Luther (...)

Noivos rondonenses Dulce Heidrich e Levino Fenner que se casaram em julho de 1970.
Imagem: Acervo da familia - Crédito; Studio Fotográfico Kaefer (Mal. C. Rondon) - FOTO 1 -
Noivos rondonenses Dulce Heidrich e Levino Fenner que se casaram em julho de 1970. Imagem: Acervo da familia - Crédito; Studio Fotográfico Kaefer (Mal. C. Rondon) - FOTO 1 -
O então governador Jayme Canet Júnior visitando os cafezais do Norte do Paraná atingidos pela geada negra de 1975. Ele próprio um cultivador de café na região. 
Imagem: Acervo http://www.jws.com.br  - FOTO 2 -
O então governador Jayme Canet Júnior visitando os cafezais do Norte do Paraná atingidos pela geada negra de 1975. Ele próprio um cultivador de café na região. Imagem: Acervo http://www.jws.com.br - FOTO 2 -
Folha de Londrina noticiando os prejuízos a cafeicultura paranaense, em julho de 1975. . 
Imagem: Acervo: http://www.jws.com.br - FOTO 3 -
Folha de Londrina noticiando os prejuízos a cafeicultura paranaense, em julho de 1975. . Imagem: Acervo: http://www.jws.com.br - FOTO 3 -
Capa do jornal O Estado do Paraná, de Curitiba, como as manchetes sobre a geada negra que matou os cafezais do Paraná, no inverno de 1975. 
Imagem:  Acervo http://www.jws.com.br - FOTO 4 -
Capa do jornal O Estado do Paraná, de Curitiba, como as manchetes sobre a geada negra que matou os cafezais do Paraná, no inverno de 1975. Imagem: Acervo http://www.jws.com.br - FOTO 4 -
O empresário Nilton Bruno Leonhardt (segundo da esquerda para a direita) recebendo o laurel
O empresário Nilton Bruno Leonhardt (segundo da esquerda para a direita) recebendo o laurel "Guerreiro do Comércio 2014". O primeiro, a esquerda, é Ademar Bayer, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Marechal Cândido Rondon - Sindicomar. Imagem: Acervo Fecomércio - FOTO 5 -
Empresário Osvino Ricardi (no centro), recebendo o certificado do
Empresário Osvino Ricardi (no centro), recebendo o certificado do "Mérito Agropecuário do Município 2014" . Á direita do homenageado, o sr. Hilário Gauer (em memória), secretário municipal de Agricultura e Políticas Ambientais; e à esquerda, o prefeito municipal Moacir Froelich. Imagem: Acervo Agrícola Horizonte Ltda./Facebook - FOTO 6 -
Página (print) da página do SIMEPAR assinalando a previsão de temperatura mínima média de 2 graus, em Marechal Cândido Rondon, no dia 18 de julho de 2017. 
Imagem: Acervo Memória Rondonense - FOTO 7 -
Página (print) da página do SIMEPAR assinalando a previsão de temperatura mínima média de 2 graus, em Marechal Cândido Rondon, no dia 18 de julho de 2017. Imagem: Acervo Memória Rondonense - FOTO 7 -
Relógio eletrônico da empresa Vitezze Corretora de Seguros, na esquina das ruas Castelo Branco e Goiás, em Marechal Cândido Rondon, assinalando a temperatura e horário no amanhecer do dia 18 de julho de 2017. 
Imagem e crédito: Fabi Weiss Petter - FOTO 8 -
Relógio eletrônico da empresa Vitezze Corretora de Seguros, na esquina das ruas Castelo Branco e Goiás, em Marechal Cândido Rondon, assinalando a temperatura e horário no amanhecer do dia 18 de julho de 2017. Imagem e crédito: Fabi Weiss Petter - FOTO 8 -
Sonia Taube Linero com o esposo Luiz Fernando Linero que visitou a cidade de Marechal Cândido Rondon, como governadora do Distrito 4640 do Rotary Clube, em julho de 2018. 
Imagem: Acervo Gazeta de Toledo - FOTO 9 -
Sonia Taube Linero com o esposo Luiz Fernando Linero que visitou a cidade de Marechal Cândido Rondon, como governadora do Distrito 4640 do Rotary Clube, em julho de 2018. Imagem: Acervo Gazeta de Toledo - FOTO 9 -
Momento de inauguração da
Momento de inauguração da "Biblioteca no Lago", em julho de 2018. Da esquerda à direita: 1ª - não identificado. 2ª - Marcio Andrei Rauber, prefeito municipal de Marechal Cândido Rondon; 3ª - Sônia Taube Linero, governadora do Distrito 4640 do Rotary Club Internacional; 4ª - cirurgião-dentista Emerson Donini; 5ª -Grasielly von Borstel, presidente do Rotary Clube Marechal Cândido Rondon; 6ª e 7ª - não idenfiticadas, 8º - engenheiro-civil Elói Eckstein, e 9ª - Júnior Cesar Bifon, diretor da unidade do SESC de Marechal Cândido Rondon. Imagem: Acervo Imprensa - PM- Marechal Cândido Rondon - FOTO 10 -
Destaques fotográficos do jornal O Presente  ref. a votação de cassação do mandato do vereador Dorivaldo Kist. 
Imagem: Acervo O Presente - FOTO 11 -
Destaques fotográficos do jornal O Presente ref. a votação de cassação do mandato do vereador Dorivaldo Kist. Imagem: Acervo O Presente - FOTO 11 -
Pôr-do sol em foto captada a partir da divisa entre os municípios de Quatro Pontes e Marechal Cândido Rondon.
Imagem: Página Marechal Cândido Rondon - Crédito Filipi Maciel - FOTO 12 --
Pôr-do sol em foto captada a partir da divisa entre os municípios de Quatro Pontes e Marechal Cândido Rondon. Imagem: Página Marechal Cândido Rondon - Crédito Filipi Maciel - FOTO 12 --
Casal rondonense Dulce e Levino Fenner que comemorou Bodas de Ouro, em julho de 2020.
Imagem: Acervo Jheison Griep - FOTO 13 -
Casal rondonense Dulce e Levino Fenner que comemorou Bodas de Ouro, em julho de 2020. Imagem: Acervo Jheison Griep - FOTO 13 -

======================================================================================================

1824 – Chega a Porto Alegre, a bordo do bergantim São Joaquim Protector, a primeira leva de imigrantes alemães, destinada a Colônia Alemã de São Leopoldo (RS), onde chega no dia 25 de julho de 1824.

Ver mais, clique aqui

____________________________________

1907 - Pelo Decreto nº 6.569, a Presidência da República do Brasil concede autorização à Companhia de Madeiras do Alto Paraná para funcionar em território brasileiro, em consonância com os estatutos apresentados.

Era Presidente da República Affonso Augusto Moreira Pena ou simplesmente Affonso Pena.

O decreto foi acrescido de muitas cláusulas que você pode conferir clicando aqui.

A área extrativista da empresa foi no Oeste do Paraná, a Fazenda Britânia, com sede operacional em Porto Britânia¹, junto ao Rio Paraná, no atual município de Pato Bragado (nota do pesquisador).

Ver mais, clique aqui
 

¹ Porto Britânia foi o local do primeiro assentamento de europeus no continente sul-americano, por iniciativa da Coroa Espanhola.  O núcleo recebeu o nome de Ontiveros.  Descreve o historiador cascavelense Sperança que "Martinez de Irala mandara fundar um porto na margem direita (lado paraguaio) do Rio Paraná, na altura de Porto Mendes. O Porto Mbracaiyú ou Santa Vitória de Los Saltos del Guairá aproveita a base de um velho povoado indígena - Canendiyú. Garcia Rodriguez Vergara, preposto do governador Irala traz consigo 60 espanhóis e vai estabelecer ali cerca de 40 mil famílias indígenas (SPERANÇA, Alceu. Surge a primeira cidade do Oeste, subtítulo A origem de Porto Britânia.  Máquina do Tempo. Cascavel: OPR Variedades, ed.17.06.2018, p.19). 
 

Alfredo Dernersay, in História do Paraguai, apud Sperança, se reporta à fundação de Ontiveros: 

"Admirado dos recursos e riquezas desta bela província e querendo, também assegurar a liberdade de suas comunicações com a costa do Brasil e com a metrópole, pondo nascente colônia ao abrigo das invasões portuguesas, Irala decidiu fundar a cidade de Ontiveros, junto à margen do Paraná, a uma légua distante de sua grande cachoeira" (idem). 


O historiador argentino Julio Nuñez²,  de Posadas, Misiones, corrabora na identificação que Ontiveros estava localizada no ora submerso Porto Britânia, ao se reportar à viagem do vapor "Espanha" pelo Rio Paraná, até da confluência do Rio São Francisco Verdadeiro, aproveitando o testemunho assinado pelos seus ocupantes em 09 de julho de 1902:
 

(...) según el mapa del Estado de Paraná (Brasil) del año de 1896, a ciento treinta kolómetros arriba de la boca del Iguazú, 40 kolómetros arriba de la desembocadura del rio Santa Teresa, Paraguai, y ponto terminal de la expedición hecha por el cañonero brasileiro "Fernando Vieyra" (deve ser Vieyra, grifo nosso). A 20 kolómteros del verdadeiro San Francisco de Untivero (Brasil y kolómetros abjo del Salto del Guaíra (NUÑEZ, Pedro. Ivirareta - Pais de Arboles. Posadas: Ediciones Montoya, 3ª edición, 1997, p.40 e 41).


² É neto de Pedro Nuñez, sócio-proprietário da empresa posadena Nuñez y Gibaja que explorava uma obrage no Oeste do Paraná, cuja concessão depois foi vendida para o argentino Teodoro Mateo Soldati que lhe deu o nome de Gleba Lopeí (nota do pesquisador). 
 

Ver mais, clique aqui
 

²·¹  É possível que o nome completo original de Ontiveros tenha sido San Franzisco de Untiveiro, e, na mesma pauta, tudo indica que os rios paranaenses São Francisco Verdadeiro e São Francisco Falso foram nominados pelos colonizadores espanhóis na região (idem).
 

Em sua narrativa segue Sperança no subtítulo A primeira ponte Brasil-Paraguai, citando:
 

"O jornalista Romário Martins (1876-1948), um dos mais célebres historiadores paranaenses ... foi diretor do Museu Paranaense e se dedicou à elaboração de mapas criteriosos. Ele assinalou a localização de Ontiveros "na foz do Rio São Francisco, afluente da margem esquerda do Paraná" (ibidem)


E Sperança conclui: 
 

"A fundação da primeira cidade espanhola na região, junto ao Rio Paraná, em 1544, originou-se da aliança dos espanhóis do capitão-geral do Prata, Domingos Martínez de Irala (1509-1556), com os índios Guaranis com a finalidade de combater os Tupis. Estima-se que Ontiveros deu origem ao futuro Porto Britânia dos ingleses, já no século XIX (ibidem).

_____________________________________

1956 - Chega de mudança em Marechal Cândido Rondon o casal¹ Leonilda (nascida Hofstätter) e Fridholdo Fischer², procedente da localidade de Cochinho (atual município de Victor Graeff), no município de Carazinho (RS), na companhia dos filhos³ Flávio, Elói e Noili. 
 

¹ Casaram-se em 26 de fevereiro de 1938. Ela filha de Olga (nascida Kich) e Jacob Hofstätter, nascida em 12 de setembro de 1912 e faleceu em 13 de março de 2004. Foi sepultada no cemitério público da cidade de Marechal Cândido Rondon (PR). Ele filho de Adalina (nascida Strasser) e Carlos Fischer, nascido em 15 de junho de 1915.
 

Em virtude do mau tempo, foram necessários 10 dias para chegar com a mudança no Paraná. Segundo o filho Flávio, o pior trecho de estrada foi da balsa do Rio Iguaçu a Laranjeiras do Sul. Ele lembra ele também que na época estava em construção a pavimentação da rodovia federal BR 277 e qur a movimentação de terra e pedras era feita no lombo de muares. 

Esse tipo de transporte com animais também é apontada pela pioneira Edith Anna (nascida Schmitz) von Borstel em correspondência ao projeto "Memória Rondonense".
 

² É nome de rua na cidade de Victor Graeff. 
 

³ Flávio casou-se com Paulina Maria Dallabrida; Elói com Cleusa Maria; e Noili com Belem Tonin. Casamentos aconteceram em Marechal Cândido Rondon.
 

O casal pioneiro em anos anteriores havia se mudado do município de Concórdia (SC) para a localidade antes citada no Rio Grande do Sul.  Em Cochinho, o pioneiro atuou profissionalmente como ferreiro. 

Em Marechal Cândido Rondon, Fritoldo Fischer atuou no começo com serraria na Linha Guará e mais tarde no ramo de mecânica estabelecimento instalado à esquina da Rua Independência com a  Avenida Rio Grande do Sul, onde hoje (18.05.2019), está construído o Edifício Dalla Vecchia. 

Acometido de doença do parelho digestivo, o pioneiro veio a falecer em Curitiba no dia 09 de setembro de 1966. Sem dinheiro³ para transportar o corpo até Marechal Cândido Rondon, a família decidiu sepultá-lo no cemitério Água Verde, na Capital do Estado. 
 

³ A família se descapitalizou devido o custo de um longo tratamento da doença, sem sucesso, em Marechal Cândido Rondon.

______________________________________

1965 – O padre Aloys João Mann celebra sua primeira missa na igreja da sede distrital rondonense de Novo Horizonte, onde morava sua família.

____________________________________

1970 - Casam-se os jovens rondonenses Dulce (nascida Heidrich) e Levino Fennner, em cerimônia na Igreja Evangélica Luterana Martin Luther, de Marechal Cândido Rondon, em celebração dirigidade pelo pastor Harald Malschitzki.

O casal formou família com o nascimento das filhas Alice (casou com Valter Prass e o casal tem uma única filha: Milena Fenner Prass) e Janice (casou com Aremor Griep e o casal constituiu família com os filhos: Jheison Alexandre Fenner Griep e Arial Jandrei Fenner Griep.

A noiva é natural de Sertão Santana, município de Guaíba (RS), onde nasceu em 09 de maio de 1951, filha do casal pioneiro rondonense Hilda (nascida Laux) e Edwino Heidrich¹.  O noivo é nascido em Cerro Largo (RS), em 29 de agosto de 1948, filho de Adelina (nascida Fenner) e Augusto Fenner² (colaborou Jheison Griep - neto). -- FOTO 1 -- 
 

¹ Chegou de mudança à então vila de General Rondon, em 10 de outubro de 1951, e fixaram residência na área rural adquirida da colonizadora Maripá, na localidade conhecida agora (21.07.2020), de Linha Heidrich. Ao chegar ao Oeste do Paraná, a filha Dulce tinha cinco meses.
 

²A chegada de mudança em Marechal Cândido Rondon se deu em 08 de julho de 1962. 
 

Ver também ítem 2020 - Bodas de Ouro. 

_______________________________________

1971 - Regressa a Marechal Cândido Rondon o jovem Arlindo Zmysloni, de Linha Curvado, procedente de Brasília, onde foi recebido e homenageado pelo presidente da República General Emilio Garrastazu Médici e pelo ministro da Agricultura Cirne Lima, pela conquista do prêmio de campeão nacional de produção de soja dos então Clube 4-S, e ainda participou na Capital Federal do 4º Congresso Nacional dos Clube 4-S.

____________________________________

1972 – A então diretoria da Copagril se reunia com agricultores e autoridades locais do município de Guaira visando a construção de um graneleiro na cidade - entreposto de compra e armazenamento de produtos (Rádio Difusora Rondon. Marechal Cândido Rondon: O Mundo em Revista: vol. 16, de 16.06.1972 a 19.9.1972).

____________________________________

1975 - Ocorre uma das mais intensas geadas do século passado no Paraná - a conhecida "geada negra de 75" -, a qual implicou em prejuízos enormes à economia e provocou profundas mudanças no panorama da agricultura e nos segmentos sociais paranaenses. O brutal fenômeno acabou com os cafezais, cuja cultura sustentava a economia do Paraná. A geada também atingiu os cafezais de São Paulo e Sul de Minas Gerais. -- FOTOS 2, 3 e 4 --

A geada também atingiu muito forte Brasília  com a temperatura mínima atingindo 1,6 graus. Existe também uma referência histórica bastante chamativa de queda de neve na região da Capital Federal, em 1778. O Correio Braziliense, em seu blog, detalha o ocorrido: 

Em um dos mais antigos relatos de viagem pelo sertão brasileiro, o quinto governador de Goiás afirma que “no mês de junho, chega a cair neve”, referindo-se a Mestre d’Armas, atual Planaltina.

A história da neve no cerrado consta em um dos mais antigos relatos de viagem conhecido pelos pesquisadores. Intitulado Jornada que fez Luiz da Cunha Meneses da Cidade de Bahia… para Vila Boa Capital de Goyaz, é obra de Cunha de Menezes, quinto governador e capitão-general da Capitania de Goiás. Fruto da viagem dele para tomar posse como governador da então capitania de Goiás, onde chegou em 15 de outubro de 1778, ele anotou as distâncias em léguas. Mas, acima de tudo, o mais surpreendente é o relato sobre a presença de neve, em uma região hoje conhecida pela baixa umidade no período que costuma ir de maio a outubro.

O impressionante fenômeno climático está na anotação realizada em 10 de outubro de 1778: “Da Bandeira a Contage de São João das Três Barras 11 léguas, a saber ao Sítio Novo 2, ao Pipiripaô, 1 e 1/2, ao Mestre d’Armas 2, e 2 ½ São João das Três Barras, sítio tão frio que no mês de junho, que é a maior forma de inverno, chega a cair neve.” Junho, nos tempos atuais, é justamente o início da seca no Distrito Federal.

________________________________

2005 - Começa o plantio de girassol no Oeste do Paraná para a obtenção de biodiesel e a produção de ração animal (COSTA, Luiz Alberto Martins da.Calendário Histórico de Toledo – Cronologia de Fatos, Registros e Curiosidades da História do Município de Toledo. Toledo: Gráfica e Editora GFM, 2009. p. 159).

______________________________________

2014 - Acontece na sede social da Associação Atlética Banco do Brasil – AABB, a solenidade de entrega do Prêmio Produtor Destaque 2014 e as dez atividades rurais mais produtivas e a atividade de maior inovação tecnológica no meio rural, com a presença do prefeito municipal Moacir Froehlich, vice-presidente Silvestre Cottica e vereadores da Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon.

Premiações:

- na bovinicultura de leite: – Alsi Mielke, de Linha Flor do Oeste, no distrito de Iguiporã;

- na produção de grãos: Vilmar José Krechinski, do distrito de Margarida;

- na horticultura: Livar Josué Kaiser, de Linha Belmonte, distrito de Novo Horizonte;

- na suinocultura/iniciador: César Luis Petry, de Linha Campos Sales, distrito de Margarida;

- na suinocultura/terminador: Gervásio Gunkel, da Linha Glória, distrito de São Roque;

- na diversificação de atividades agropecuárias: Heitor Edmundo Osterkamp, de Linha Horizonte, distrito de Novo Horizonte;

- na conservação de meio-ambiente: Luiz Carlos Podkowa, de Linha Marrecos, distrito de Margarida;

- na avicultura de corte: Jaime Fiedler, de Linha Heidrich;

- na piscicultura: Vanderley André Gregory, de Linha Herrmann, distrito de São Roque;

- mandiocultura: Leandro Hemsing, do distrito de Iguiporã;

- na inovações tecnológicas na propriedade rural, via inovação de crechário de suínos: Daiane Schumacher Schwarzer, de Linha Marrecos, distrito de Margarida.

O “Mérito Agropecuário do Município” foi conferido ao empresário Osvino Ricardi, da Agrícola Horizonte.

A promoção da premiação foi do Conselho Municipal Agropecuário de Marechal Cândido Rondon apoiada pela Secretaria Municipal de Agricultura e Política Ambiental. -- FOTO 5 --

____________________________________

2014 - O empresário rondonense Nilton Bruno Leonhardt, proprietário da rede de lojas Toklar- Casa Leonhardt, recebe em solenidade na cidade de Curitiba, o prêmio “Troféu Guerreiro do Comércio”, promovido pela Fecomércio/PR. -- FOTO 6 --

____________________________________

2015 – É inaugurada a pavimentação com pedra irregular do trecho rodoviário do Arroio Fundo a localidade de Linha Arara, até a sede da associação de moradores, no município de Marechal Cândido Rondon (O Presente).

___________________________________

2015 – A equipe da AACC conquista o campeonato municipal de futebol amador de Marechal Cândido Rondon 2015. Em segundo lugar ,ficou a equipe do Grêmio Aimoré/São Cristóvão ; a equipe do Jardim Santo Amaro ficou em terceiro lugar; e EC Corintians, da sede distrital de Margarida, ficou em quatro lugar.

O campeonato teve a participação de treze equipes (O Presente).

___________________________________

2015 – A CJC (Comitê de Jovens da Copagril) Ação Jovem, do distrito rondonense Novo Três Passos, alcança a melhor classificação geral na Maratona Cultural 2015 da ACJC ( Associação dos Comitês de Jovens Cooperativistas) . A fase final acontece no pavilhão da Associação de Moradores de Linha Palmital, no distrito de Margarida. Em segundo, lugar classifica-se o CJC Juntos Venceremos, das Linhas São João e Wilhelms, no distrito de Margarida. Em terceiro lugar, fica o CJC Progresso sem Fronteiras, de Pato Bragado (O Presente).

_________________________________

2017 - O município de Marechal Cândido Rondon teve a segunda madrugada mais fria de 2017, com registros de temperaturas abaixo de zero e com a ocorrências de forte geada. O Serviço Metereológico do Paraná (SIMEPAR) previu temperatura mínima de 2º. No entanto, a temperatura fica  abaixo de zero grau. -- FOTOS 7 e 8 --

_________________________________

2018 - Os Rotarys Clubes da cidade de Marechal Cândido Rondon recebem a visita oficial, que se estende até o dia seguinte, da governadora do Distrito 4640 da organização rotária, senhora Sonia Taube Linero (O Presente, ed. 17. 07. 2018, p. 18). -- FOTO 9 --

________________________________

2018 - É inaugurada no Parque de Lazer Rodolfo Rieger, na cidade de Marechal Cândido Rondon, a "Biblioteca do Lago", com o objetivo de fomentar a leitura entre os frequentandores do logradouro. A organização e instalação da biblioteca é do Rotary Club Marechal Cândido Rondon (O Presente, ed. 20.07.2018, p. 18). -- FOTO 10 --

______________________________________

2018 - A equipe de futebol de campo masculino, do município de Quatro Pontes, conuista o troféu de ouro da fase regional B da 31ª edição dos Jogos da Juventude do Paraná (JOJUPS), na cidade de Palotina (O Presente, ed. 20.07.2018, p. 33).

_______________________________________

2019 - Em sessão extraordinária, a Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon, absolve o vereador Dorivaldo Kist (Neco), da acusação de exigir parte do salário de uma funcionária comissionada da prefeitura local. em votação secreta, seis vereadores votaram pela absolvição, cinco favoráveis à perda de mandato e um legislador votou em branco. 

Para cassar o mandato, regimentalmente são necessários nove votos favoráveis (O Presente, ed. 19.07.2019, p. 12). -- FOTO 11 --

________________________________________

2020 - É sábado. Conquanto a ventania nordeste-sudeste, um tanto forte, incomada, o dia é temperaturas boas. A maioria das gentes nem precisa usar agasalho ao amanhecer. 

O pôr do sol se faz esplêndido e um poema Alberto Caeiro (heterônimo dopoeta português Fernando Pessoa) se faz colar ao momento da luz que se esvai (foto 12):

Ao entardecer, debruçado pela janela,
E sabendo de soslaio que há campos em frente,
Leio até me arderem os olhos
O livro de Cesário Verde.

Que pena que tenho dele! Ele era um camponês
Que andava preso em liberdade pela cidade.
Mas o modo como olhava para as casas,
E o modo como reparava nas ruas,
E a maneira como dava pelas cousas,
É o de quem olha para árvores,
E de quem desce os olhos pela estrada por onde vai andando

E anda a reparar nas flores que há pelos campos …

Por isso ele tinha aquela grande tristeza
Que ele nunca disse bem que tinha,
Mas andava na cidade como quem anda no campo
E triste como esmagar flores em livros
E pôr plantas em jarros…

_______________________________________

2020 - Celebrada Bodas de Ouro, o casal rondonense Dulce (nascida Heidrich) e Levino Fenner (colaborou Jheison Griep).  -- FOTO 13 --


Ver também ítem 1970. 

_______________________________________

_______________________________________

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS

Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados