Acontecimentos históricos do dia 19 de Agosto

1966 – Pela Lei Municipal nº 223/66, de 19 de agosto de 1966, assinada pelo então Prefeito Municipal em exercício Dealmo Selmiro Poersch, é criado o Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE (...)

Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (1ª página)  de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. 
O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. 
Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (1ª página) de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (2ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. 
O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. 
Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (2ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (3ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. 
O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. 
Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (3ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (4ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. 
O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. 
Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (4ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (5ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. 
O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. 
Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (5ª página), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (página final), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. 
O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. 
Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Cópia da Lei Municipal nº 223/66 (página final), de 19 de agosto de 1966, que criou o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marechal Cândido Rondon - o SAAE. O detalhe curioso é que naquela época as leis eram manuscritas em livros de atas. Imagem: Acervo Arquivo da Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon
Casal pioneiro Clara e Theodoro Winter.  
Imagem: Acervo Maico Pfeifer - FOTO 7 -
Casal pioneiro Clara e Theodoro Winter. Imagem: Acervo Maico Pfeifer - FOTO 7 -
O pioneiro Theodoro Winter (último à direta, em pé, de  paletó escuro), com seus pais, o casal Hotilia  e Wilhelm,  e irmãos. 
Da esquerda à direita; Elza, Elma, Alma e Erico. 
À frente, Erna e Egon. 
Imagem: Acervo Maico Pfeifer - FOTO 8 -
O pioneiro Theodoro Winter (último à direta, em pé, de paletó escuro), com seus pais, o casal Hotilia e Wilhelm, e irmãos. Da esquerda à direita; Elza, Elma, Alma e Erico. À frente, Erna e Egon. Imagem: Acervo Maico Pfeifer - FOTO 8 -
Imigrante Johan Winter Sohn (Filho) com a esposa Maria Modro e os filhos, fotografados em Ijuí (RS).
O penúltimo, à direita, ao fundo, é o pai (Wilhelm = Guilherme), do pioneiro rondonense Theodoro Winter. 
Da esquerda à direita, fundo: Gottlieb, Herrmann, Maria, Heinrich, Wilhelm e Gustav. 
À frente: Ida e Emil. Ausente na foto, o filho Paul. 
Imagem: Acervo Maico Pfeifer - FOTO 9 -
Imigrante Johan Winter Sohn (Filho) com a esposa Maria Modro e os filhos, fotografados em Ijuí (RS). O penúltimo, à direita, ao fundo, é o pai (Wilhelm = Guilherme), do pioneiro rondonense Theodoro Winter. Da esquerda à direita, fundo: Gottlieb, Herrmann, Maria, Heinrich, Wilhelm e Gustav. À frente: Ida e Emil. Ausente na foto, o filho Paul. Imagem: Acervo Maico Pfeifer - FOTO 9 -
Imagem de Nossa Senhora Aparecida em veneração na Matriz Católica Sagrado Coração de Jesus. 
Acervo: O Presidente Digital - FOTO 10 -
Imagem de Nossa Senhora Aparecida em veneração na Matriz Católica Sagrado Coração de Jesus. Acervo: O Presidente Digital - FOTO 10 -
Ana Maria de Carvalho e Luciano Egidio Palagano candidatos a deputado estadual e a deputado federal, respectivamente, pelo PSOL de Marechal Cândido Rondon, nas eleições de 2018. 
Imagem: Acervo O Presente - FOTO 11 -
Ana Maria de Carvalho e Luciano Egidio Palagano candidatos a deputado estadual e a deputado federal, respectivamente, pelo PSOL de Marechal Cândido Rondon, nas eleições de 2018. Imagem: Acervo O Presente - FOTO 11 -

======================================================================================================

1966 – Pela Lei Municipal nº 223/66, de 19 de agosto de 1966, assinada pelo então Prefeito Municipal em exercício Dealmo Selmiro Poersch, é criado o Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE. Foi primeiro diretor-executivo da autarquia, senhor Arlindo Alberto Lamb, de 19 de agosto de 1966 até 28 de fevereiro de 1971. -- FOTOS 1, 2, 3, 4, 5 e 6 --

_______________________________

1973 – A Comunidade Evangélica de Confissão Luterana no Brasil de Pato Bragado, com festa, lança a pedra fundamental da nova casa paroquial.

____________________________________

1974 – Começa a funcionar a clínica pediátrica do Hospital e Maternidade Filadélfia, de Marechal Cândido Rondon (PR), a cargo do pediatra José Vicente Scatena Martins. É a primeira no município.

_______________________________

1977 - Em nota a imprensa, a Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon comunica que foi inaugurada no começo da noite anterior a extensão de rede de distrituição de energia elétrica da Copel para atender os moradores do prolongamento da Rua São Paulo, na região da antiga sede do Esporte Clube Flamengo e da Olaria Lohmann (hoje Loteamento Port II). A nota ainda informa que receberam a energia elétrica os moradores Anibal Fachi, Reinaldo Schlemmer, Tereza Kloss Martens e Willibaldo Petry ((Rádio Difusora Rondon,Frente Ampla de Notícias: vol. 37, de 28 de julho de 1977 a 10.09.1977).

_______________________________

1977 - A Rádio Difusora Rondon AM noticia que voltou novamente a faltar cerveja e chopp no mercado de Marechal Cândido Rondon, resultado do elevado consumo e a incapacidade das fábricas de atender a grande procura do produto. A escassez veio prejudicar no município a realização de bailes de chopp (Rádio Difusora Rondon, Frente Ampla de Notícias: vol. 37, de 28 de julho de 1977 a 10.09.1977).

____________________________________

1996 - Falece na localidade de Sol Nascente, no município de Toledo, aos 78 anos, o pioneiro rondonense Theodoro Winter, devido  problemas pulmonares. Chegou de mudança a Marechal Cândido Rondon, com a esposa Clara¹ (nascida Hanusch) e os cinco filhos² mais novos, em 29 de julho de 1968, procedente de Ajuricaba (RS).

A viagem de mudança durou dois dias. A esposa veio com as filhas menores na cabine do caminhão que levava a mudança e o esposo acompanhando com o jipe da família, na companhia dos filhos Manfred e Eldevir.

Em Marechal Cândido Rondon, o casal pioneiro adquirira a chácara que hoje (14.06.2018) forma o Bairro Botafogo, de um proprietário de sobrenome homônimo, onde fixou residência. Em 1973, por questões familiares, a área de terras foi vendida para empresa Trivelatto, de empresários paulistas, que loteou a chácara em oito quadras residenciais.

Na venda, o casal reservou três terrenos - espaço onde se localizava a residência da família. Estes lotes hoje pertencem a filha Hilda e o genro Lauro Pfeifer, por herança e compra. E tem neles sua residência.

Com o dinheiro da venda, o casal Clara e Theodoro Winter comprou as terras em Sol Nascente, no município de Toledo.

O pioneiro foi associado da atual Cooperativa Agroindustrial Copagril, de 1971 a 1973, e membro da Comunidade Evangélica Martin Luther.

Theodoro Winter é filho do casal imigrante russo, de fala alemã, Hotilha (nascida Guse) e Wilhelm (Guilherme) Winter. É primo dos pioneiros rondonenses Waldi, Albino e Arthur Winter.

¹ É filha do casal Maria e Gustavo Hanusch, imigrantes alemães naturais de Wolynia, na atual (10.05.2018), Ucrânia. Clara Winter faleceu em 05 de fevereiro de 2002, em Sol Nascente, aos 78 anos, vítima de câncer de pâncreas.

² São filhos do casal: Erminda casou-se com Fridoldo Meinl. O casal fixou residência no distrito de Margarida, no município de Marechal Cândido Rondon, exercendo atividades agrícolas e destoca de mato. Arlindo casou-se com Lori Kramper (o casal depois de alguns anos residindo em Marechal Cândido Rondon retornou de mudança ao Rio Grande do Sul, indo morar em sua antiga propriedade). Oldemar casou-se com Iris Schmidt (atualmente, 10.05.2018) reside na localidade de Vista Alegre, no município de Entre Rios do Oeste). Hilda³ casou-se com Lauro Pfeifer - residem em Marechal Cândido Rondon. Manfred⁴ casou-se com Lori Bergmann e reside em Marechal Cãndido Rondon. Os irmãos Marli, Elli e Eldevir não se casaram e residem na propriedade que foi dos pais em Sol nascente.

³ Casou-se com Lauro Pfeifer em 10 de abril de 1978, em Marechal Cândido Rondon. Ao se casar, Lauro trabalhava como frentista de posto de combustível e pedreiro e morava num pensão que existia próxima ao Hotel Avenida, a qual pegou fogo em 1974/1975. Perdeu tudo no incêndio. Recomeçou tudo na estaca zero. Devido a falta de trabalho e a seca em Marechal Cândido Rondon, Lauro Pfeifer foi trabalhar nas obras de construção da usina de Itaipu, entre os anos de 1979 e 1984. Com as economias auferidas com o trabalho, o genro ajudou o sogro na aquisição da propriedade rural em Sol Nascente. Depois com a devolução do dinheiro, Lauro Pfeifer comprou os terrenos das cunhadas, localizados no Bairro Botafogo, áreas reservadas na negociação com a loteadora Trivelatto. Até se aposentar, Lauro Pfeifer trabalhou com pedreiro e a esposa Hilda como empregada doméstica. Inclusive estava trabalhando numa das residências danificadas pelo tornado de 2015. O casal Hilda e Lauro Pfeifer tiveram os filhos Clóvis, nascido em 1980, motorista de caminhão e casado com Josiane Dalpasquale; e Maico, nascido em1986, solteiro, empresário da empresa Finex Chinelos & Estampas. Os dois residem em Marechal Cândido Rondon.

⁴ O filho Manfred (conhecido como Fredi) foi funcionário da extinta empresa Orgasol e também da Copagril. Junto com a esposa também teve um bar no bairro Botafogo, por longo tempo. Na década de 1990 adquiriu um ponto de táxi junto a rodoviária de Marechal Cândido Rondon, onde permanece trabalhando até (13.06.2018) hoje. Como taxista foi pioneiro no uso do telefone celular no atendimento aos passageiros e foi agraciado com várias premiações.

O neto do casal Clara e Theodoro Winter, Maico Pfeifer relata:

"Nossos antepassados Winter imigraram da Alemanha para a Rússia, em séculos passados, animados com a imigração implementada pela czarina Catarina, uma princesa alemã-consorte no império russo, para povoar regiões de vazios demográficos. Na região de Wolynia, nasceu o imigrante Johann (João) Winter Filho, meu bisavô. Inicialmente veio sozinho para Brasil para trabalhar numa fazenda de café no estado do São Paulo, em subsituição aos escravos libertos. Na fazenda paulista logo virou cozinheiro, uma espécie de ascensão social. Quando terminou de pagar a passagem, mandou vir a família, entre eles o filho Wilhelm (Guilherme), nascido em 1893. Como não quis que a família ficasse em São Paulo, a instalou em Blumenau (SC). Ao terminar o pagamento das passagens de todos os membros da família e com um tanto dinheiro no bolso, o imigrante deixou a fazenda paulista, pegou a família na cidade catarinense, e se instalou em Ijuí (RS), na Linha 8, onde comprara uma colônia de terras (25 hectares). Conta a história que tinha uma ferida aberta numa das pernas e certo dia arando, uma raiz se soltou e bateu na ferida - dizem que morreu de dor. Os filhos do imigrante e de sua esposa Maria posteriormente, à medida, que se casaram, foram adquirindo terras na Linha 28 e vizinhas, hoje integrantes do município de Ajuricaba. De lá, descendentes migraram para o Oeste do Paraná com o sonho de ficar rico na cultura do café, como acontecia no Norte Paranaense. Com as frustrações com o plantio, devido às geadas, muitos Winter passaram amargas necessidades e viveram de caça e palmito". -- FOTOS 7, 8 e 9 --

__________________________________

2015 - Acontece no Centro de Eventos do Parque de Exposições,de Marechal Cândido Rondon (PR), o sorteio das residências sociais do Loteamento Recanto Feliz (O Presente).

_______________________________

2015 – O jornal O Presente informa que o professor e agricultor Elio Migliorança, de Nova Santa Rosa, passou a produção própria de energia elétrica através de painéis de aproveitamento de energia solar. É o primeiro módulo de produção de energia elétrica particular - pessoa física - instalado na microrregião de Marechal Cândido Rondon.

_______________________________

2015 - A equipe (12 atletas) de ginástica rítmica categorias pré-infantil, infantil e juvenil, do Colégio Cristo-Rei/Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon/Fidelitá/ SESI/Trasnsgiro’s Tur participa até doa dia 23 do Regional Sul do Torneio Nacional de Ginástica Rítmica, na cidade de Florianópolis, evento classificatório para a etapa final em Brasília. A equipe é treinada pelas professoras Cristine Boelhouwer, Cassia Berton, Camila Maroso Berton e Kimberly Andrzejewski (O Presente).

_______________________________

2017 - A noite e a madrugada do dia seguinte foram marcada por chuvas fortes, rajadas de ventos de mais de 90 quilômetros/hora, muitos raios e granizo. O que provocou o destelhamento de construções, queda de árvores, quebra de galhos e interrupção no fornecimento de energia elétrica nas cidades e municípios de Marechal Cândido Rondon, Mercedes, Nova Santa Rosa e nos municípios de Maripá e Palotina.

_______________________________

2017 - Acontece a recepção à imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida junto ao trevo de acesso ao município de Nova Santa Rosa, na rodovia BR-163, seguida de carreata pelas ruas da cidade de Marechal Cândido Rondon até a Matriz Sagrado Coração de Jesus. Nos dias seguintes, houveram celebrações com a presença da imagem nas capelas que integram a Paróquia, finalizando no dia 26 de agosto. -- FOTO 10 --

_______________________________

2018 - Acontece no periodo vespertino, na Praça Willy Barth, da sede municipal de Marechal Cândido Rondon (PR), o lançamento das candidaturas do professor Luciano Egídio Palagano à Câmara Federal e da servidora municipal e jornalista Ana Maria de Carvalho à Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). -- FOTO 11 --

_____________________________________

2018 - Aconte no KM 13, no município de Pato Bragado Associação dos Comitês de Jovens da Copagril (ACJC) realizará no próximo domingo (19) a segunda etapa das Olimpíadas da ACJC 2018 ( Associação dos Comitês de Jovens da Copagril), evento esportivo no qual participam todos os jovens que fazem parte dos comitês da Copagril. Nessa etapa da competição é disputada a modalidade de Futebol Suíço, categorias masculino e feminino.

Classificação

A classificação geral das disputas de futebol suíço ficou definida da seguinte forma:

Naipe Masculino:


1º lugar: CJC Flor da Serra.
2º lugar: CJC Força Jovem

3º lugar: CJC Esperança Jovem

4º lugar: CJC Ordem e Progresso
5º lugar: CJC Progresso Sem Fronteiras

Naipe feminino:

1º lugar: CJC Juntos Venceremos
2º lugar: CJC Verdes Campos

3º lugar: CJC Esperança Jovem

4º lugar: CJC Treze de Maio
5º lugar: CJC Progresso Sem fronteiras

______________________________________

 

Compartilhe

COMENTÁRIOS

Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados