Acontecimentos históricos do dia 25 de Agosto

1969 – Começa a transferência dos sinos do velho campanário da igreja da Comunidade Evangélica Martin Luther (IECLB) para o novo campanário que integra a estrutura do atual templo da comunidade .

Vista da atual igreja Martin Luther, em 1980, já com os sinos instalados no campanário, com a frente já rebocada. Nota-se que a rua Sergipe ainda não tinha pavimentação asfáltica. Imagem: Acervo Família Seyboth - FOTO 1 -
Vista da atual igreja Martin Luther, em 1980, já com os sinos instalados no campanário, com a frente já rebocada. Nota-se que a rua Sergipe ainda não tinha pavimentação asfáltica. Imagem: Acervo Família Seyboth - FOTO 1 -
Rondonenses em campanha a favor da eleição do paulista Jânio Quadros, em 1960. Na foto: além dos identificados por etiqueta, aparece junto à janela, sentado, o pioneiro Auri Osmar Zart, e  a sua direita, Valdomiro de Oliveira. Obs.: Identificação dos etiquetados: Mixaria = Bruno Thiele;  Confúcio = Aylson Confúcio de Lima (segundo médico a se instalar em Marechal Rondon); e Kleemann = o pioneiro Carlos Kleemann. 
Imagem: Acervo Auri Osmar Zart/ Elemar (Zeca) Gentelini – FOTO 2 -
Rondonenses em campanha a favor da eleição do paulista Jânio Quadros, em 1960. Na foto: além dos identificados por etiqueta, aparece junto à janela, sentado, o pioneiro Auri Osmar Zart, e a sua direita, Valdomiro de Oliveira. Obs.: Identificação dos etiquetados: Mixaria = Bruno Thiele; Confúcio = Aylson Confúcio de Lima (segundo médico a se instalar em Marechal Rondon); e Kleemann = o pioneiro Carlos Kleemann. Imagem: Acervo Auri Osmar Zart/ Elemar (Zeca) Gentelini – FOTO 2 -
Últimas fotos de Jânio Quadros como Presidente da República - Revista Manchete, ed. de 09.09.1961.
Imagens: Acervo História Oculta Photos - FOTO 3 -
Últimas fotos de Jânio Quadros como Presidente da República - Revista Manchete, ed. de 09.09.1961. Imagens: Acervo História Oculta Photos - FOTO 3 -
Jovens rondonenses sendo dispensados da prestação do serviço militar, em solenidade realizada na Praça Willy Barth, em agosto de 1972.
Imagem: Acervo Valdir Sackser - FOTO 4 -
Jovens rondonenses sendo dispensados da prestação do serviço militar, em solenidade realizada na Praça Willy Barth, em agosto de 1972. Imagem: Acervo Valdir Sackser - FOTO 4 -
O prefeito Moacir Froelich fazendo a abertura do reinício do Proerd na Escola Municipal Antonio Rockenbach, em  agosto de 2015 Imagem: Acervo O Presente – FOTO 5 -
O prefeito Moacir Froelich fazendo a abertura do reinício do Proerd na Escola Municipal Antonio Rockenbach, em agosto de 2015 Imagem: Acervo O Presente – FOTO 5 -
Jogador Xande, da Copagril Futsal, convocado para a seleção do Uruguai, em final de agosto de 2018. 
Imagem: Acervo O Presente - FOTO 6 -
Jogador Xande, da Copagril Futsal, convocado para a seleção do Uruguai, em final de agosto de 2018. Imagem: Acervo O Presente - FOTO 6 -

======================================================================================================

1905 - A empresa argentina Nuñez y Gibaja, com sede em Posadas, recebe autorização do Governo do Paraná para a compra do Imóvel Lopeí, entre as atuais cidades de Toledo e Cascavel, com área de 53.973 hectares. 

Junto recebe mais cinco áreas de 200 hectares cada uma, os chamados os pousos, entre o Rio Paraná e a cidade de Toledo, denominados de 12 de Outubro, Arroio Grande, Guajuvira, Margarida, Palmito, Marreco e Pouso Frio, onde se localiza a cidade de Toledo (COSTA, Luiz Alberto Martins da. Calendário Histórico de Toledo – Cronologia de Fatos, Registros e Curiosidades da História do Município de Toledo. Toledo; Gráfica e Editora GFM, 2009. p.185).

Segundo Donassolo (1994, p. 40-41), citado por  Castro Pereira, não menciona o pouso Margarida: 

 

[...] em 1930, a empresa Nunes Y Gibaja, devido a dificuldades surgidas para exportar erva-mate, suspendeu suas atividades, deixando de usar este e os outros quatro pousos, além do imóvel chamado Lopeí (hoje interior de Cascavel, fazendo divisa com o município de Toledo). Estas cinco áreas eram numeradas de 1 a 5, partindo do Rio Paraná: Pouso Doze de Outubro (Porto), Arroio Grande, Guajuvira, Palmito e Toledo. A erva-mate semipronta era transportada no lombo de animais pela Picada Nunes e Gibaja desde a região de Cascavel, passando de pouso em pouso, até chegar ao Rio Paraná. Lá era embarcada e seguia para beneficiamento e comércio nas cidades argentinas (In: CASTRO PEREIRA, Maria Cristina. Mapeando o Pouso Frio: dinâmicas de construção de um bairro na cidade de Toledo/PR, p. 232 ).  

 

 A referida autora na obra mencionada traz à tona detalhes sobre o Imóvel Lopeí  quanto ao domínio jurídico da área e dos pousos: 

A antiga propriedade “Lopeí” (53.973 ha), composta por 5 áreas na região, foi registrada primeiramente pelo Estado do Paraná, firmada por João Cândido Ferreira (Vice Presidente do Estado), em 25 de agosto de 1905, em favor da empresa “Nunes y Gibaja”. Mais tarde, por escritura pública de dissolução social dessa empresa, lavrada na cidade de Posadas, Provincia de Misiones, na República Argentina, em 14 de março de 1911, o imóvel foi dividido entre os sócios Pedro Nunes e Lázaro Gibaja. Quando este último faleceu, em 31 de janeiro de 1924, sua parte no imóvel foi partilhada entre seus 4 filhos (Avelino Gibaja; Cesar Gibaja e Arrechea; Lázaro Gibaja Filho; Laura Gibaja Arrechea de Serra). Em 4 de setembro de 1928, por escritura pública de “divisão de condomínio e permuta”, toda a propriedade Lopeí, incluindo a parte de Pedro Nunes, foi dividida novamente em duas partes iguais, cada qual com um único proprietário: Lázaro Gibaja
Filho e Avelino Gibaja. Na mesma escritura os irmãos dividiram, em partes iguais, por metade, 5 frações de terra (cada uma com 200 hectares), denominadas de “pousos”.
Mais tarde, por força de carta de adjudicação, conforme sentença proferida nosautos de execução do Juiz de Direito da Comarca de Foz do Iguaçu, com data de 23 de julho de 1932, Avelino Gibaja cedeu sua parte na propriedade (26.986 ha) para seu credor, Teodoro M. Soldatti (TOLEDO, 1963). Entre 23 de julho de 1932 e 21 de maio de 1947 há uma lacuna nos arquivos verificados durante a pesquisa. Há certidões que indicam que em 21 de maio de 1947, Elvira Maria E. de Gibaja, Alcira H. Gibaja, Luiza J. Gibaja e Alcira Gibaja de Alonso (a primeira era viúva de Lázaro Gibaja Filho e as três últimas possivelmente eram as filhas do casal) registraram uma escritura de “Cessão de Ações e Direitos Hereditários” para David Wille Lupion, diretor comercial das Indústrias Lupion Limitada (PARANÁ,
1947).
O Pouso Toledo estava então dividido entre David W. Lupion e Teodoro Soldatti.Este último vendeu parte de sua área (580.800 m²) no Pouso Toledo para a Prefeitura Municipal de Toledo representada pelo Prefeito Municipal Avelino Campagnolo, no início do ano de 1965 (PARANÁ, 1965)11 e parte (251.350 m²) para Ivo Vanzella,agricultor na cidade de Cerro da Lola (PARANÁ, 1972)12. A Prefeitura Municipal de Toledo doou esta grande área em 1967, dois anos depois, para o Frigorífico Pioneiro S/A (PARANÁ, 1967). IN: In: CASTRO PEREIRA, Maria Cristina. Mapeando o Pouso Frio: dinâmicas de construção de um bairro na cidade de Toledo/PR, p. 232 e 233). 

Pelos documentos é possível aferir que o autor Luiz Alberto Martins da Costa se equivocou em relação à data de registro para a Nuñez y Gibaja. A data correta é 25 de agosto de 1905. 

____________________________________

1961 - Renuncia ao mandato de Presidente da República, o advogado e professor Jânio da Silva Quadros¹ (era natural de Campo Grande, Mato Grosso do Sul), radicado na Capital Paulista. Tinha tomado posse em 31 de janeiro de 1961 e foi o primeiro presidente a receber a faixa presidencial na nova capital, Brasília.

Quadros se elegeu ao cargo máximo da República com o mote de campanha de combater a corrupção, simbolizada na vassoura, que ira varrer a roubalheira. 

Devidos aos vários tropeços em seus projetos políticos que foram gerando grande insatisfação popular e o abandono das forças políticas que o elegeram, Jânio Quadros se viu obrigado à renunciar ao mandato menos de 8 meses depois de tê-lo assumido. -- FOTOS 2 e 3 --
 

¹ Na sua eleição à Presidência da República, Jânio Quadros teve apoio significativo de um grupo de rondonenses, liderado pelos pioneiros Carlos Kleemann, médico Aylson Confúcio de Lima e Auri Osmar Zart (nota do pesquisador). 

_______________________________

1967 – É morto nas imediações de Matelândia o sargento Elizeu Costa de Oliveira, em companhia de equipe de policiais militares, que se dirigiu àquela região para desarmamento de levante de posseiros.O sargento atuou muito tempo em Mal. C. Rondon e foi aluno da Escola Técnica David Carneiro (depois Colégio David Carneiro), de Marechal Cândido Rondon.

_______________________________

1970 – Pela lei municipal nº 640, é criado o distrito administrativo rondonense de Novo Horizonte e fixas as divisas. A nova unidade distrital é desmembrada dos distritos da sede municipal, Mercedes, Porto Mendes e Iguiporã. 

_______________________________

1972 - Acontece na Praça Willy Barth a entrega de certificados de terceira categoria para aproximadamente 300 jovens rondonenses, dispensados do Serviço Militar (Rádio Difusora Rondon AM. O Mundo em Revista. Marechal Cândido Rondon: vol. 16, de 19.06.72 a 19.09.1972). -- FOTO 4 --

_______________________________

1972 - Acontece o segundo julgamento do casal Alzira (nascida Meier)e Julio Dreher, pelo Tribunal do Juri, da comarca de Marechal Cândido Rondon, pelo assassinato de sr. Ost e de seu genro Genevro. O primeiro julgamento foi anulado pelo Tribunal de Justiça do Paraná, a pedido dos advogados dos réus.

Neste julgamento, a senhora Alzira foi condenada à seis anos de reclusão, e o senhor Julio Dreher à prisão de sete anos. (Rádio Difusora Rondon AM. O Mundo em Revista. Marechal Cândido Rondon: vol. 16, de 19.06.72 a 19.09.1972). 

_______________________________

1977 - Começa na cidade de Foz do Iguaçu, no Hotel Carimã, o 3º Congresso Nacional da Liga de Leigos Luteranos do Brasil. A Comunidade Luterana Cristo, de Marechal Cândido Rondon, participou com uma delegação de 30 congressistas.(HERRMANN, André Luiz. Frente Ampla de Notícias. Marechal Cândido Rondon: Rádio Difusora do Paraná AM, vol. 37, cad.  28.07.1977 a 10.09.1977, ed. 24.08.1977, p 403).

_______________________________

1977 - Chegam  a Marechal Cândido Rondon, os postes de concreto de 23 metros de altura, para a iluminação do módulo esportivo, hoje dentro do Parque de Exposições Álvaro Dias.(VIANNA, Dirceu da Cruz. Frente Ampla de Notícias. Marechal Cândido Rondon: Rádio Difusora do Paraná AM, vol. 37, cad.  28.07.1977 a 10.09.1977, ed. 25.08.1977, p. 419).

_______________________________

1977 -  Em nota à imprensa, a Prefeitura Municipal informa que o senhor Lauro Linhares, inspetor do SENAC, esteve em Marechal Cândido Rondon visitando o CEMEP - Centro Municipal de Ensino Profissionalizante, onde o reconheceu como uma escola modelo no ensino de profisssões e fez várias fotos das instalações e colheu dados sobre o funcionamento, com o propósito de levar o modelo rondonense para outros países latino-americanos, como o Chile, Bolívia e Perú (LOHMANN, Eloi. Escola do CEMEP servirá de exemplo para países da América Latina. Marechal Cândido Rondon: Prefeitura Municipal de Marechal Cândido Rondon;  Frente Ampla de Notícias; Rádio Difusora do Paraná AM, vol. 37, cad.  28.07.1977 a 10.09.1977, ed. 23.08.1977, p. 411).

_______________________________

1977 - São vendidos os primeiros telefones de DDI, para moradores da sede distrital de Novo Sarandi, município de Toledo (HERRMANN, André Luiz. Frente Ampla de Notícias. Marechal Cândido Rondon: Rádio Difusora do Paraná AM, vol. 37, cad.  28.07.1977 a 10.09.1977, ed. 26.08.1977, p. 451).

________________________________

2015 - Em solenidade realizada no período matutino na Escola Municipal Antonio Rockenbach, é reinicidado o Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD), no município de Marechal Cândido Rondon (O Presente). -- FOTO 5 -- 

________________________________

2017 - Acontece no Estádio Valdir Schneider, as finais da fase final do Jogos Escolares Bom de Bola 2017. O Colégio Estadual Antonio Maximiliano ceretta sagrou-se campeão no masculino A (15 a 217 anos) w B (12 a 14 anos), e também no feminino B. Na categoria feminino A, ficou em 1º lugar o Colégio Estadual Marechal Cândido Rondon (O Presente, ed. 29.08.2017, p. 33). 

______________________________________

2017 - Começa e vai até o dia 27, na cidade de Marília (SP), o 12º Intercâmbio Rotário de Amizade, da Associação Internacional dos Rotarianos Motociclistas da América do Sul. 

Os grupos de companheiros motociclistas dos clubes de Rotary de Marechal Cândido Rondon foram a maior comitiva brasileira participante do evento (O Presente, ed. 29.08.2017, p. 15). 

______________________________________

2018 - O atleta da Copagril Futsal, Alexandre de Los Santos (Xande), é convocado para integrar a seleção nacional do Uruguai, país por qual é naturalizado, para disputar  o torneio da Liga Sul-Americana, Zona  Sul, na capital do Paraguai, de 15 a 23 de setembro. -- FOTO 6 --

______________________________________

Compartilhe

COMENTÁRIOS

Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados