Acontecimentos históricos do dia 15 de Novembro

1976 – Ocorrem eleições municipais em todo o Brasil. Em Marechal Cândido Rondon, pelo fato de ser município de “faixa de fronteira”, apenas houve eleição a Câmara de Vereadores.

Boletim oficial da Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, referente as eleições municipais de 1976, de Marechal Cândido Rondon.  - FOTO 1 -
Boletim oficial da Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, referente as eleições municipais de 1976, de Marechal Cândido Rondon. - FOTO 1 -
"Proclamação da República", 1893, óleo sobre tela de Benedito Calixto (1853-1927). Imagem: Acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo - Reprodução Wikipédia. - FOTO 2 -
Capa do jornal Diário Popular, de Curitiba, anunciando a vitória de José Richa, nas eleições de 1982. 
Imagem: Acervo Gazeta do Povo  - FOTO 3 -
Capa do jornal Diário Popular, de Curitiba, anunciando a vitória de José Richa, nas eleições de 1982. Imagem: Acervo Gazeta do Povo - FOTO 3 -
O jovem pioneiro rondonense Geraldo Egon Lengert no dia do seu casamento com a jovem pioneira rondonense Loni Brunilda Weimann, em 13 de junho de 1959. Imagem: Acervo Claúdio e Merci Lindner - FOTO 4 –
O jovem pioneiro rondonense Geraldo Egon Lengert no dia do seu casamento com a jovem pioneira rondonense Loni Brunilda Weimann, em 13 de junho de 1959. Imagem: Acervo Claúdio e Merci Lindner - FOTO 4 –
Instante da ordenação sacerdotal de Neimar Troes pelo então bispo D. Francisco Carlos Bach, da diocese de Toledo. 
Imagem: Acervo pessoal  - FOTO 5 -
Instante da ordenação sacerdotal de Neimar Troes pelo então bispo D. Francisco Carlos Bach, da diocese de Toledo. Imagem: Acervo pessoal - FOTO 5 -
Co-ordenação sacerdotal conferida pelo então arcebispo da Província Eclesiástica de Cascavel, D. Lúcio Bauamgärtner a Neimar Troes, na Matriz Católica da sede distrital de Margarida.
Da esquerda à direita: padre André Boffo, padre Milton Wehrmann (da Pároquia de Nova Aurora), padre Silvo Colognese (palotino, de Porto Alegre), padre Amário Zimmermann, padre José Aparecido Bilha (de Curitiba), padre Elci Perin ( palotino, da Paróquia de Iporã) e padre Lucivaldo Castellani.
Acervo Arquivo pessoal - FOTO 6 –
Co-ordenação sacerdotal conferida pelo então arcebispo da Província Eclesiástica de Cascavel, D. Lúcio Bauamgärtner a Neimar Troes, na Matriz Católica da sede distrital de Margarida. Da esquerda à direita: padre André Boffo, padre Milton Wehrmann (da Pároquia de Nova Aurora), padre Silvo Colognese (palotino, de Porto Alegre), padre Amário Zimmermann, padre José Aparecido Bilha (de Curitiba), padre Elci Perin ( palotino, da Paróquia de Iporã) e padre Lucivaldo Castellani. Acervo Arquivo pessoal - FOTO 6 –
Outro instante da solenidade de ordenação de Neimar Troes.
Imagem: Acervo pessoal - FOTO  7 -
Outro instante da solenidade de ordenação de Neimar Troes. Imagem: Acervo pessoal - FOTO 7 -
Celebração eucarística durante a missa de ordenação de Neimar Troes. 
Imagem: Arquivo pessoal - FOTO 8 -
Celebração eucarística durante a missa de ordenação de Neimar Troes. Imagem: Arquivo pessoal - FOTO 8 -
Rainha e princesas da ACFC 2011: Rainha Janice Pauli; 1ª - Princesa Celiria Weber; e 2ª Princesa Rosemeri Wochner. Comunicação Copagril/Foto: Arquivo ACJC - FOTO 9  -
Rainha e princesas da ACFC 2011: Rainha Janice Pauli; 1ª - Princesa Celiria Weber; e 2ª Princesa Rosemeri Wochner. Comunicação Copagril/Foto: Arquivo ACJC - FOTO 9 -
Pioneeiro e professor Affonso Maria Bruxel falecido em meados de novembro de 2018.
Imagem: Acervo da família - FOTO 10 -
Pioneeiro e professor Affonso Maria Bruxel falecido em meados de novembro de 2018. Imagem: Acervo da família - FOTO 10 -

======================================================================================================

1889 - Ocorre a proclamação da República Brasileira na Praça da Aclamação (atual Praça da República), na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, quando um grupo de militares do Exército Brasileiro, liderados pelo marechal Manuel Deodoro da Fonseca¹, destituiu o imperador e assumiu o poder no país. -- FOTO 2 --

¹ O jornalista paulistano Vinicius Mendes em matéria para a BBC² Brasil explica que Fonseca enganou a própria mulher, burlou as recomendações médicas e levantou da cama - onde havia passado febril a madrugada daquele 15 de novembro - para proclamar a República brasileira.

² Emissora internacional da Inglaterra. 

Faziam parte, desse governo, organizado na noite de 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da República e chefe do Governo Provisório; o marechal Floriano Peixoto como vice-presidente; como ministros, Benjamin Constant Botelho de Magalhães, Quintino Bocaiuva, Rui Barbosa, Campos Sales, Aristides Lobo, Demétrio Ribeiro e o almirante Eduardo Wandenkolk, todos membros regulares da Maçonaria.

Rui Barbosa foi o primeiro republicano do grupo que se arrependeu por ter participado da proclamação da República em virtude dos rumos nocivos adotados pelo Governo Provisório na condução da administração brasileira. 

Passados mais quase 130 anos, a proclamação da República ainda gera muitas controvérsias e acalorados debates entre historiadores quanto a sua legitimidade. A maioria dos especialistas identificam nela um golpe militar, por não ter existido qualquer participação popular.

Ver mais, clique aqui

________________________________________

1968 – Acontece a abertura do 8º Congresso da Juventude Evangélica Luterana (Missouri) do distrito Sete Quedas, em Marechal Cândido Rondon. O congresso se estendeu até o dia 17 de novembro de 1968.

_________________________________

1969 – A Sociedade de Cantores Aliança (Clube Aliança) consagra-se campeã na festa regional de cantores na cidade de Toledo. 

_________________________________

1975 – Com a realização de um torneio de futebol de salão, foi inaugurada a Praça Governador Parigot de Souza, junto com a quadra poliesportiva, na então sede distrital de Mercedes.

_________________________________

1975 -  Acontece a abertura solene pelo Prefeito Municipal, Almiro Bauermann,  a 4ª Expotege – Exposição de Artes do então Ginásio Estadual, hoje Colégio Estadual Eron Domingues.

_________________________________

1975 - Acontece o 2º baile de debutantes na sede distrital de Iguiporã, numa promoção do então Ginásio Luiz Ernesto Fleck e sua segunda turma de formados. As 10 debutantes foram: Hildegard Naegele, Lenira Elsner, Erci Witeck, Izáida Ribeiro, Nírica Arndt, Maria Storti, Noeli Weber, Claudete Ratz, Leonice Kroessin e Nadir Debus.  

_________________________________

1976 – Ocorrem eleições municipais em todo o Brasil. Em Marechal Cândido Rondon, pelo fato de ser município de “faixa de fronteira”, apenas houve eleição a Câmara de Vereadores. Concorreram pela extinta ARENA: Antonio José Lorenzi (1.031 votos), Werno Ivo Lamb (1.299 votos), Sebaldo Priesnitz (391 votos), Verno Scherer (1.349 votos), Ariovaldo Luiz Bier (1.596 votos), Romeu Saatkamp (1.009), João Natálio Stein (1.473), Guilherme Carlos Figur (851 votos), Elio Lino Rusch (1.382 votos), Nori Pooter (971 votos), Alfredo kunkel (1.268 votos), Guido Schneider (660 votos), Hilmo Weiss (1.684), e Pedro Rauber (1.558 votos).

Concorreram pelo extinto MDB: Luiz Leduc (obteve 553 votos), Ivo Deuner (186 votos), Armando Dockhorn (440 votos), Nilton Hamm (998 votos); Arno Lüdke (570 votos), Decio Greef (993 votos), Romeu Backes (788), e Paulo Rufino Gromoski (817 votos).

Foram eleitos pela extinta ARENA: Hilmo Weiss (Mercedes), Ariovaldo Luiz Bier (Novo Horizonte), Pedro Rauber (Iguiporã), João Natálio Stein (Entre Rios), Elio Lino Rusch (sede municipal),  e Verno Scherer (Pato Bragado).

Pelo extinto MDB elegeram-se: Nilton Hamm (Mercedes) e Decio Greef (Pato Bragado). Nessa eleição o MDB elegeu pela primeira vereadores a Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon. O colégio eleitoral de Mal. C. Rondon naquela eleição era de 26.486 eleitores – votaram 22.774 – votos brancos 366 – nulos 311. A ARENA obteve 16.642 votos. O MDB obteve 5.455 votos (Ver boletim oficial do TRE-PR) -- FOTO 1 -- 

__________________________________

1982 - É eleito governador do Paraná, o político José Richa. Era a primeira vez que o MDB chegava ao Executivo Paranaense. -- FOTO  3 -- 

__________________________________

1996 – Falece o pioneiro Geraldo Egon Lengert, esposo da pioneira Loni Brunilda Weimann, ela filha do casal pioneiro Edmund e Wanda Weimann. -- FOTO 4 -- 

_________________________________

2008 -  Acontece na Igreja Matriz Santa Margarida, na sede distrital de Margarida, a ordenação sacerdotal de Neimar Troes, ministrada pelo então bispo diocesano D.Francisco Carlos Bach.

Os pais de novo sacerdote, Lourdes e Flávio José Troes, por ocasião da ordenação do filho, eram moradores no distrito de São Roque, no município de Marechal Cândido Rondon (Informação de Neimar Troes). -- FOTO  5, 6, 7 e 8 -- 

_________________________________

2011 - Acontece no pavilhão comunitário do distrito de Novo Horizonte, a 11ª edição do Encontro Anual da ACFC - Associação dos Comitês Femininos da Copagril. -- FOTO 9  --

 Durante evento foi eleita  a Rainha e as Princesas 2011 da Associação: 

           Rainha: Janice Pauli, do CFC Alegre e Unidas, da Linha São João, no distrito de Margarida; 

           1ª Princesa: Celiria Weber, do CFC Terra das Águas, de São Clemente, município de Santa Helena; e 

           2ª Rosemeri Wochner, do CFC Amigas do Campo, de Entre Rios do Oeste. 

__________________________________

2016 - A equipe de handebol masculino de areia,  de Marechal Cândido Rondon, consagra-se campeã da modalidade nos Jogos da Juventude do Paraná, na cidade de Apucarana (O Presente, ed. 18.11.2016, p. 29). 

___________________________________

2017 - Acontece no pavilhão do Café Colonial do Parque de Exposições Álvaro Dias, evento comemorativo alusivo aos 50 anos de criação do Sindicato Patronal Rural de Marechal Cândido Rondon, cuja fundação aconteceu em 22 de dezembro de 1967, sucedendo a Associação Rural de Marechal Cândido Rondon (O Presente, ed. 17.11.2017, p. 22 e 23). 

________________________________________

2018 - Falece na sede municipal de Nova Santa Rosa, o professor Affonso Maria Bruxel¹, um dos pionerios do magistério do atual municipio de Patao Bragado.

¹ É natural de Paverama (RS), nascido em 05 de agosto de 1932, filho do casal Ana Francisca (nascida Schwader) e Waldemar Bruxel.

É professor, catequista e músico² desde solteiro em sua terra natal. Leciona nas primeiras escolas estaduais construídas pelo então Presidente da República, Getúlio Vargas, fruto de seu famigerado projeto "Campanha de Nacionalização".

²  A música é a sua grande paixão. Domina vários instrumentos musicais como de corda, sopro, gaita e órgão. Outra predileção do professor é o artesanto.

Casa-se em dezembro de 1956 com Belmira Reckziegel e forma família com 11 filhos - quatro nascidos no Rio Grande do Sul e os outros em Pato Bragado. 

Após o casamento,  Affonso Maria Bruxel é transferido para a cidade de Crissiumal (RS) para atuar no ensino local. Em 1963, muda-se de lá  para o Paraná e fixa residência na Linha Princesa, no atual município de Pato Bragado². Nessa localidade funda uma escola primária  e outra idêntica em São Francisco, linha próxima, com o apoio da municipalidade de Marechal Cândido Rondon, no governo do prefeito municipal Arlindo Alberto Lamb. Como faltam professores  na então vila de Entre Rios³, também leciona naquela comunidade até ser suprida carência local de educadores.

³  Emancipa-se de Marechal Cândido Rondon, em 18 de junho de 1990

⁴ É desmembrado de Marechal Cândido Rondon em 01 de janeiro de 1993 com o nome de Entre Rios do Oeste. 

Depois de seis anos de residência na Linha Princesa, o professor pioneiro fixa moradia na atual sede municipal de Pato Bragado e leciona no então Colégio Castelo Branco, hoje Colégio Estadual Pato Bragado. Paralelo às atividades de magistério, é catequista, músico (teve uma banda), mantém uma oficina para consertos de rádios e televisores e uma escola de datilografia.

Em 1978 é transferido para a cidade de Marechal Cândido Rondon e passa a atuar no Colégio Eron Domingues, onde é professor por 17 anos. Nos horários vagos, aproveita e dá aulas no extinto Colégio Cenecista David Carneiro. Na sede municipal rondonense,  tal como em Pato Bragado, além das atividades na área de ensino, é regente de vários corais. 

Ao completar 60 anos requer a sua aposentadoria no magistério. Em 2006 muda-se para a sede municipal de Nova Santa Rosa. Três anos depois é acometecido por um AVC que provoca-lhe várias sequelas e complicações. Fica enfermo por oito anos, até seu falecimento (Colaborou Maria Bruxel Storti). -- FOTO 10 -- 

________________________________________

Compartilhe

COMENTÁRIOS

Memória Rondonense © Copyright 2015 - Todos os direitos reservados